• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 19:14:37
Nordestinas
  • 26/02/2021 13h00

    ENFRENTANDO A CRISE: Pernambuco proíbe atividades não essenciais entre 22h e 5h por 12 dias

    Veja mais
    Fotos: Aluisio Moreira/SEI

    Paulo Câmara em momento que registrava sua posição

    (Brasília-DF, 26/02/2021) Nesta sexta-feira, 26, o Governo de Pernambuco, em declaração do governador Paulo Câmara(PSB) estabelecendo nova medidas restritivas válidas para todo o Estado proibindo qualquer atividade não essencial, entre as 22h e as 5h a partir da noite do próximo sábado (27.02), até o dia 10 de março.

    Paulo Câmara, em pronunciamento, disse que a medida tem o objetivo de conter o novo avanço da doença, que pressiona o sistema de saúde estadual, registrando atualmente uma taxa de ocupação de UTI acima dos 90%.

    Nessa quarta-feira ,24, o governador já havia divulgado ações restritivas para 63 municípios do interior.

    "A polícia e os órgãos de fiscalização estarão nas ruas para observar o cumprimento desse novo decreto. Vamos monitorar os dados minuto a minuto neste fim de semana e, caso os índices permaneçam piorando, novas medidas restritivas podem ser anunciadas já no início da próxima semana", advertiu Paulo Câmara.

    Foi anunciada também a ampliação das equipes de logística, para diminuir ainda mais o prazo de entrega de vacinas assim que elas chegarem ao Recife. O governador informou também que vai avançar na oferta de vagas de UTI, com a entrada em operação, já neste fim de semana, de mais 30 leitos no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, no Recife.

    Segundo Paulo Câmara, hoje o Estado conta com quase dois mil leitos dedicados aos pacientes infectados pelo vírus, sendo 998 de UTI, em 16 municípios. É a segunda maior rede de leitos de terapia intensiva do País. "Este é mais um momento decisivo na nossa luta contra a Covid. Já ficou claro que cada um precisa fazer a sua parte, usando máscara, higienizando as mãos e evitando aglomerações", completou o governador.

    ( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)