• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 25 de julho de 2024 15:52:08
Em Tempo Real
  • 10/07/2024 06h33

    OPINIÃO: Lições a serem apreendidas contra o extremismo

    Veja mais
    Fot: Mário Agra/Câmara dos Deputados

    Deputado General Girão

     ( Publicada originalmente às 10h 00 do dia 09/07/2024) 

    Por Deputado General Girão.

    Na história do mundo a tendência aos extremos poderia ter sido evitada muitas vezes.

    Os exemplos do século passado e do atual nos mostram de forma sobeja que quando esses extremos afloraram acabaram gerando distorções muito negativas para as sociedades.

    Mesmo aquelas mais desenvolvidas.

    Sim, temos que buscar o consenso para que a verdadeira democracia prevaleça.

    Entretanto, quando surge uma ameaça à real democracia urge que a sociedade se manifeste.

    A mediação precisa ocorrer também.

    Nosso sistema republicano tupiniquim, por falta de mais maturidade política, tem falhado e deixado que “atores” de alguns poderes extrapolem suas competências, causando pontos de erupção nas condutas.

    Qual a situação ideal?

    Que sejam sempre respeitados os limites de cada um. Que não deixemos que “canetas isoladas” possam decidir o que deve ou não ser feito no país.

    Fora disso, é discurso populista. Aliás, o que mais observamos nos dias de hoje nas “terras tupiniquins”.

    Inaceitável que o Sistema tenha derrotado as maiores operaçoes de limpeza da corrupção, como as operações Mensalão do PT e Lava Jato.

    O retorno de práticas ilegais pode provocar os radicalismos, e isso nenhum brasileiro de sã consciência quer.

    Vale a pena ressaltar que num passado não muito distante o “homem da vassoura” e o “caçador de marajás” nos conduziram a instabilidades indesejáveis.

    Em respeito ao povo, não devemos praticar o poder pelo poder.

    Cada um de nós deve ter suas opiniões próprias e os objetivos sempre muito bem definidos, mas não é isto que vivemos nos dias atuais.

    Muita tentativa de imposição da vontade de poucos.

    O termo maquiavélico de que “ Os fins justificam os meios” deve ser deixado em seu lugar entre os séculos XV e XVI.

    Que o Criador nos proteja dos maus políticos e dos extremos!

    07/07/2024


Vídeos
publicidade