• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 19:29:58
Em Tempo Real
  • 18/06/2021 08h12

    ELETROBRAS: Fernando Bezerra, líder do governo no Senado, comemora a decisão dos senadores; FBC disse que o Senado fez história

    Veja mais
    Foto: assessoria

    Fernando Bezerra Coelho comemora decisão dos colegas senadores ao lado do ministro Bento Albuquerque

    ( Publicada originalmente às 18h 45 do dia 17/06/2021) 

    (Brasília-DF, 18/06/2021). O senador Fernando Bezerra Coelho(MDB-PE), líder do governo no Senado comemorou a decisão dos colegas senadores que aprovaram a MP da privatização da Eletrobras que segue para a Câmara dos Deputados. Foi um votação apertada.   Ele disse que o Senado fez história nesta quinta-feira. Fernando Bezerra Coelho acompanhou a votação na sessão remota ao lado do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

    “O ministro Bento trouxe o conhecimento e o apoio necessários para esta importante vitória, que vai transformar o setor de energia e atrair investimentos relevantes para promover o nosso desenvolvimento”, disse Fernando Bezerra.

    “Como ministro de Minas e Energia, gostaria de agradecer em nome do governo a sua liderança nesta importante medida para a modernização do setor elétrico brasileiro”, acrescentou Bento Albuquerque.

    O líder do governo, durante a sessão, defendeu a contratação de termelétricas a gás no interior do Brasil. “Muitos estão falando que não se deve confundir os interesses estaduais ou regionais com o desenvolvimento nacional. Muito pelo contrário. Esse é um momento ímpar e inadiável de conciliar o desenvolvimento nacional com um dos maiores problemas do Brasil, que é a desigualdade regional. Por isso que em boa hora o projeto aprimorado pelo senador Marcos Rogério induz a localização de termelétricas na direção do interior do Brasil”, explicou FBC.

    Fernando Bezerra explicou que as termelétricas vão impulsionar o desenvolvimento no interior do país.

    “Quantos arautos do pessimismo não se levantaram, alegando que estaríamos torrando o dinheiro da República e, hoje, a realidade é que Brasília induziu o agronegócio no Centro-Oeste. Será o mesmo com essas termelétricas, que vão impulsionar o desenvolvimento do Norte, Centro-Oeste e Nordeste, para que o gás chegue como energia barata para estimular o desenvolvimento da indústria.”

    O líder do governo também defendeu o aumento para 8 mil MW de energia para a contratação de termelétrica a gás. “Mesmo com essa ampliação, a matriz brasileira vai depender muito pouco do gás. Mas é importante que a gente amplie, mas vamos continuar crescendo onde somos imbatíveis, que é a energia renovável.”

    Segindo Fernando Bezerra, a matriz energética brasileira é uma das mais limpas do mundo, com 65% da energia gerada por fonte hidráulica enquanto a média mundial é de 16%. Já o gás natural tem participação de apenas 2% na matriz brasileira e de 23% no mundo.

    (da redação com informações de assessoria e Twitter. Edição: Genésio Araújo Jr)