• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 05 de maio de 2021 22:09:27
Em Tempo Real
  • 21/04/2021 08h02

    Após encontro com embaixador dos EUA, governadores dizem que estão confiantes numa interação entre os dois países na agenda ambiental

    O embaixador norte-americano, Todd Chapman, afirmou aos gestores estaduais que vê o Brasil podendo ser tornar uma “superpotência mundial na área do meio ambiente”
    Foto: imagem de Streaming

    W. Dias fala aos jornalistas após encontro na Embaixada dos EUA

    ( Publicada originalmente às 18h 00 do dia 20/04/2021) 

    (Brasília-DF, 21/04/2021) Após realizarem um encontro virtual nesta terça-feira, 20, com o embaixador dos Estados Unidos da América (EUA), os governadores que participaram da reunião – Hélder Barbalho (MDB-PA), Mauro Mendes (DEM-MT), Paulo (PSB-PE) e Renato Casagrande (PSB-ES), disseram que estão confiantes numa interação cada vez maior entre os dois países na agenda ambiental.

    Na última semana, 24 dos 27 governadores elaboraram uma carta que foi endereçada nesta terça ao novo presidente dos EUA, Joe Biden, que tem como objetivo avançar nas pautas ambientais. Apenas os governadores do Rondônia, Marcos Rocha (PSL); de Roraima, Antonio Denarium (PSL); e de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido) não assinaram o documento que pede ao presidente norte-americano uma atuação conjunta entre o governo daquele país com os estados brasileiros na pauta ambiental.

    O embaixador norte-americano, Todd Chapman, afirmou aos gestores estaduais que vê o Brasil podendo ser tornar uma “superpotência mundial na área do meio ambiente”. De acordo com o governador pernambucano – que representou os colegas da região Nordeste, a ideia é uma parceria com os EUA para que os estados, sobretudo nordestinos, que possuem capacidade de geração de energia limpa como a eólica e solar venham ter mais ações, possibilitando assim a proteção de biomas nativos, a restauração de áreas degradadas e também a incorporação de diversas cadeias de baixas emissões, com o objetivo de integrar a economia dos dois países em eixos como bioenergia, agricultura de baixo carbono e energias renováveis.

    “Todos nós governadores, que assinamos a carta, temos compromissos com essa atuação sustentável e temos planos estaduais visando as mudanças climáticas. O Nordeste brasileiro tem um grande potencial, principalmente para as energias renováveis, tanto solar como eólica. No caso de Pernambuco, temos ações importantes em andamento, como o Programa Plástico Zero em Fernando de Noronha”, falou o socialista permambucano.

    “Estamos entregando formalmente essa carta ao embaixador. É uma ação importante que contou com a assinatura de 24 governadores, formando uma manifestação robusta. Estamos propondo parcerias em busca do equilíbrio ambiental, bem como a diminuição da emissão de carbono e da pobreza. Estamos vivendo um momento de muita gravidade e de emergência climática que altera o meio ambiente e aumenta a pobreza, afetando justamente quem é mais vulnerável. Foi com alegria que vimos a ascensão do presidente Joe Biden, um entusiasta do tema. Pela primeira vez os governadores se colocam como protagonistas de forma internacional e esperamos que possamos trabalhar em parceria, Brasil e Estados Unidos, com o objetivo de criar a maior economia de descarbonização do mundo. Que possamos ter um canal direto e permanente com os EUA e que possamos ampliar para outros, pois o tema é de interesse mundial”, complementou o governador capixaba Renato Casagrande.

    “Vemos esse desafio como uma grande oportunidade econômica, porque o Brasil realmente pode ser uma superpotência mundial na área do meio ambiente. Então, vamos trabalhar juntos nisso. O tema é importante e que estamos discutindo juntos há décadas. O momento político e econômico que vivemos é fundamental. O que esse grupo de países pode fazer juntos para proteger o planeta e ao mesmo tempo se desenvolvendo. Esse tema interessa diretamente ao presidente Joe Biden. Os próximos dias serão muito importantes e estou muito feliz em receber essa carta, mostrando como essa coalizão dos governadores, que estão comprometidos em encontrar soluções. A iniciativa é muito boa e confio nas autoridades locais. Tenho um compromisso com os Estados e acredito que já falei com todos. Vamos encontrar novas maneiras de trabalhar e vamos ver esse desafio como uma grande oportunidade econômica. O Brasil pode ser a superpotência mundial no meio ambiente. Vou mandar essa carta hoje à tarde ao presidente Joe Biden”, comentou o embaixador dos EUA.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)