• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 23 de novembro de 2020 13:08:45
Em Tempo Real
  • 20/11/2020 07h59

    VACINAS: João Dória acompanha, pessoalmente, a entrega de 120 doses de coronnaVac aos Instituto Butantan

    Lote de vacinas chegou hoje,19, da China
    Foto: Flick do Governo de São Paulo

    Vacinas da coronaVac chegam ao Brasil

    ( Publicada originalmente às 12h 43 do dia 19/11/2020) 

    (Brasília-DF, 20/11/2020)  Vivemos uma semana em que o mundo está atento as possíveis vacinas que podem enfrentar o covid-19, face os anúncios de efetividade sempre acima de 90% dos imunizantes de alguns laborátorios. Nesta quinta-feira,18, chegou pela manhã no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, a remessa de 120 mil doses da Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science. O governador João Doria participou pessoalmente do recebimento da remessa

    “A vacina salva, protege e nos dará uma oportunidade de termos o novo, uma nova vida, uma nova situação com a proteção de toda a população. Nós recebemos hoje 120 mil doses da Coronavac, a vacina do Butantan e do laboratório Sinovac, para proteger vidas. Ao longo dos próximos 40 dias vamos receber 46 milhões de doses. E quero destacar aqui que não estamos em uma corrida pela vacina, estamos em uma corrida pela vida”, disse  João Doria. O local em que as vacinas serão armazenadas permanece em sigilo por questões de segurança.

    As dose do imuniziante saíram  na madrugada de segunda-feira ,16, em um voo comercial da Turkish Airlines e desembarcou no Brasil às 7h45. A chegada se deu após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a importação do material em 28/11.

    Ao todo serão 46 milhões de doses, sendo 6 milhões já prontas para aplicação e 40 milhões em forma de matéria prima para formulação e envase em fábrica própria do Instituto Butantan. Esta é a primeira remessa a chegar no país.

    Segundo o Govero de SP as demais remessas devem chegar no decorrer das próximas semanas. Quanto à população só será disponibilizao após a comprovação da eficácia, que deverá acontecer após a conclusão da terceira fase dos estudos clínicos e posterior aprovação da agência reguladora, a Anvisa.

    Aprovação de 97%

    Estudos clínicos da coronaVac divulgado na última terça-feira , 17,  pela revista científica Lancet Infectious Diseases apontam que a vacina é segura e tem capacidade de produzir resposta imune no organismo 28 dias após sua aplicação em 97% dos casos.

    Os resultados publicados na Lancet, que contam com a revisão de diversos cientistas, foram mais um passo importante para o desenvolvimento da vacina, que está em fase 3 de testes em diversas regiões do Brasil desde julho deste ano. Os detalhes da publicação podem ser conferidos no próprio site da Lancet: http://www.thelancet-press.com/embargo/covidvaccinetlid.pdf

    Registro

    Se o imunizante atingir os índices necessários de eficácia e segurança, poderá ser submetido à avaliação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para registro e posterior uso em campanhas de imunização contra o coronavírus.

    ( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)