• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 01 de agosto de 2021 13:03:52
Em Tempo Real
  • 21/07/2021 08h00

    Marcelo Ramos disse que superpedido de impeachment é consistente; ele é VP da Câmara e sinaliza que se assumir o comando da Casa vai aceitar pedido para afastar Jair Bolsonaro

    Veja mais
    FOTO: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

    Marcelo Ramos mostra mais uma vez o que pensa

    ( Publicada originalmente às 10h 06 do dia 20/07/2021) 

    (Brasília-DF, 21/07/2021). O deputado Marcelo Ramos(PL-AM), Primeiro VP da Câmara dos Deputados, disse ontem, 19, ao jornal “O Globo” que iria pedir para tomar conhecimento dos 125 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro( sem partido) sinalizando que se assumir o comanda da Câmara dos Deputados poderia despachar alguns desses pedidos. Hoje, 20, ele declarou em sua conta no Twitter que teve acesso ao superpedido de impeachment apresentado a  Arthur Lira( Progressistas-AL) que teve assinatura de 46 pessoas e entidades, inclusive de membros de partidos conservadores e de centro.  Ele disse que as 21 imputações são “consistentes”.

    “Recebi, dos autores, cópia do superpedido de impeachment do presidente Bolsonaro. São 21 imputações de crime de responsabilidade e algumas delas, numa primeira leitura, parecem bem consistentes.”, disse no início da manã.

    Por vir quente

    Na noite dessa segunda-feira, 19, o deputado do Partido Libertal, um partido clássico do grupo “Centrão” não para de sinaizar que está pronto pra briga.  Ele voltou a falar que Bolsonaro é incpaz para exercer a presidência da República e está pronto para “briga”.

    “Não há povo que resista a tanto luto, tanto desemprego e tanta fome, promovidos por presidente inepto e que não demonstra empatia com o sofrimento das pessoas. Eu não tenho medo de ficar ao lado de quem luta conta isso porque isso é tá do lado certo. Pode vim quente!

    Errata: Pode VIR quente!”, disse, em duas postagens.

    ( da redação com informações de assessoria e redes sociais. Edição: Genésio Araújo Jr)