• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 20:25:47
Em Tempo Real
  • 03/05/2021 07h58

    VACINAS: Em semana de revés por conta da Sputnik, Wellington Dias afirma que governadores querem vacinação mais intensa e não vão esperar até dezembro para uma finalização no atendimento dos brasileiros

    Ele foi destaque em documentário A Corrida das Vacinas, que tem distribuição internacional
    Foto: imagem de Streaming

    Wellington Dias em declaração no documentário da GloboPlay

    ​( Publicada originalmente às 12h30 do dia 01/05/2021) 

    (Brasília-DF, 02/05/221) As ações do Consórcio Nordeste e da Frente Nacional dos governador sofreu um grande revés essa última semana de abril com a rejeição da importação da vacina Sputnik, porém o governador Wellington Dias(PT), protagonista nesta questão aproveitando a repercussão positiva do documentário “A Corrida das Vacinas”, da GloboPlay que está tendo estréia internacional , em que aparece, ele se manifestou neste sábado, 1º de maio.

    Ele destaca que o Brasil perdeu tempo na imunização e destacou que alguns países estão encerrando a vacinação nos meses de maio e junho.

    “O Brasil já perdeu tempo demais na imunização do nosso povo. Países nas condições de laboratórios como o Brasil estão completando a imunização do seu povo neste mês de maio a junho. “, disse, inicialmente.

    Ele disse, em seguida, que os governadores vão continuar trabalhando para encontrar alternativas além do Governo Federal.

     Pelo Fórum dos Governadores vamos seguir trabalhando e buscando alternativas de mais vacinas para alcançar a imunização de cerca de 70% ou mais da população brasileira até julho, máximo agosto próximo. Somente neste patamar teremos um ambiente para uma retomada segura da economia e recuperação do social. Por isto a nossa luta por mais vacinas. Um caminho seguro é a produção de IFA no Brasil pela Fiocruz, Butatan e União Quimica. Não vamos desistir desta meta”, afirmou.

    W. Dias afirmou que os governadores vão lutar para ter mais vacinas em junho e não vão se contentar em aguardar a vacinação se finalizada em dezembro.

    “Temos a Esperança também de a partir de junho ter mais vacinas em oferta e aqui no Brasil temos uma rede de vacinação em todos os Estados e todos os municípios e podemos vacinar sim acima de 2 milhões de pessoas por dia e alcançar rapidamente esta meta. O que falta mesmo é vacina e não vamos nos conformar em esperar esta meta para dezembro, o país não aguenta”., finaliza.

    ( da redação com informações de assessoria e Twitter. Edição: Genésio Araújo Jr)