• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 19:20:58
Em Tempo Real
  • 25/01/2021 07h20

    COMENTÁRIO DO DIA: Alegria de pobre dura pouco!

    Ouça o comentário da Política Real
    Foto: imagem de Facebook

    Alegria de pobre dura pouco, revela o humorista mexicano!

    ( Publicada originalmente às 08h 20 do dia 22/01/2021) 

    (Brasília-DF, 25/01/2021)  Sexta-feira de sol em Brasilia, dia quente, como animada está a disputa para o comando tanto da Câmara como do Senado.

    O Presidente Bolsonaro tem poucar reuniões hoje o que é indicativo de que ele poderá ocupar mais as redes sociais neste dia em que deverá chegar lote de vacinas da AstrZeneca/ Oxford no Brasil.

    Os mercados nacionais e internacionais atentos ao que vem dos Estados Unidos, mas aqui entre nós qoe que está alarmando mesmo é o que vem da Índia e da China.

    Os chineses tão xingados por alguns está com a faca e o queijo na mão. 

    A verdade é que existe uma frustração para quem vê além do nariz. Não vamos ter muito o que comemorar se vermos o longo prazo.

    OUÇA AQUI

    LEIA AQUI

    COMENTÁRIO

    Voltamos ao objeto do desejo de 7 em cada 10 brasileiros ou de 10 em 10 empresários que tem juízo, as vacinas.

    Notícia boa. As 2 milhões de doses da AstraZeneca/ Oxford produzidas na Índia importadas pela Fiocruz, e compradas pelo Ministério da Saúide, chegam nesta sexta. A embaixada da Índia, mais que Bolsonaro, reconheceu como uma vitória diplomática.

    Infelizmente, isso é pouco. Precisamos de 28 milhões de doses para atender a primeira fase de nossa vacinação.

    Notícia ruim. A Embaixada da China anunciou que o embaixador Yang Wanming recebeu os ministros Fábio Faria e Tereza Cristina e, laconicamente, disse que tratou de assuntos bilaterais. Nada dos insumos IFA para produzirmos tanto a vacina do Butantan como da Fiocruz. Não deram a menor bola para o nosso chanceler Ernesto Araújo, não deram prazo, nem data.

    Enquanto isso, o Governo de São Paulo diz que está resolvendo. Nosso ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que está sob uma pressão danada da Justiça, do Ministério Público e da OAB, diz que, em breve, uma enxurrada de laboratórios vão verder vacinas para o Brasil.

    A coisa já atrasou e tudo indica que não vamos cumprir nem a primeira fase neste primeiro trimestre. Nossos pais e avós não tem data certa para serem vacinados.

    Muita coisa mudou neste país, mas tem uma que não muda!

    Alegria de pobre, dura pouco!

    Foi Genésio Araújo Jr, de Brasília

    ( da redação)