• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 23 de janeiro de 2021 04:30:39
Em Tempo Real
  • 14/01/2021 08h11

    SUCESSÃO NA CÂMARA: Rodrigo Maia diz que Baleia Rossi, eleito presidente da Câmara, conduzirá o país a uma nova política de desenvolvimento regional

    Presidente da Câmara fez a afirmação ao responder sobre a decisão da empresa automobilística Ford ter anunciado o encerramento das suas atividades no país, fechando duas fábricas no Nordeste
    Foto: Imagem do Twitter

    Rodrigo Maia fala na reunião com Camilo Santana e deputados federais

    ( Publicada originalmente às 19h25 do dia 13/01/2021) 

    (Brasília-DF, 14/01/2021) O ainda presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira, 13, que se seu candidato à presidência daquela Casa legislativa, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), for eleito, ele irá conduzir na próxima legislatura o país para uma nova política de desenvolvimento regional.

    A declaração de Maia aconteceu ao responder a uma coletiva de imprensa em Fortaleza (CE) montada para abordar o encontro que o emedebista teve com o governador cearenses e boa parte da bancada federal daquele estado, sobre a decisão da empresa automobilística Ford ter anunciado na última segunda-feira, 11, o encerramento das suas atividades no país, fechando duas fábricas no Nordeste. Uma em Camaçari, na Bahia, e outra em Horizonte, no Ceará.

    “A decisão da Ford de fechar suas fábricas, no Brasil, é uma decisão que preocupa a todos. O compromisso que eu pedi da bancada do Ceará com o deputado Baleia é que a gente faça um grande debate sobre o futuro da política de desenvolvimento regional neste país. A gente precisa que o Nordeste e o Norte tenham a mesma condição que o Sul e Sudeste em todas as áreas, que seja na infraestrutura, na educação, na saúde, principalmente nos recursos e investimento dos brasileiros destas regiões”, falou o parlamentar do DEM fluminense.

    “Tenho certeza que o nosso [futuro] presidente [da Câmara] Baleia terá esse assunto como uma prioridade. Não pode São Paulo, ou Rio de Janeiro, ou o Sul ter uma condição e o Norte e Nordeste, ter outra condição. Então a questão sobre o fechamento da Ford nos leva, não apenas da reforma tributária, mas a importância de discutir uma política regional que garanta a todos os brasileiros as mesmas condições das cidades mais ricas e principalmente das regiões mais ricas do Brasil hoje garante a uma parte dos brasileiros”, complementou o deputado Rodrigo Maia.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)