• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 18 de setembro de 2021 20:31:21
Em Tempo Real
  • 21/10/2020 08h25

    Em “esforço concentrado”, Senado autoriza governo paraibano a contratar empréstimos de mais de R$ 960 milhões junto ao BID e ao Banco Mundial

    Senadores aprovaram, ainda, todos os nomes indicados pelo presidente Bolsonaro para agências reguladoras
    Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

    Plenário fez várias votações neste dia de "esforço concentrado"

    ( Publicada originalmente às 19h 45 do dia 20/10/2020) 

    (Brasília-DF, 21/10/2.020) Dentro “esforço concentrado” organizado pelo presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), o plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 20, dois projetos de resolução que autorizam o governo estadual da Paraíba a contratar empréstimos de mais de R$ 960 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e ao Banco Mundial.

    O empréstimo junto ao BID pelo governo de João Azevêdo (Cidadania) será de 126 milhões de dólares, algo em torno de R$ 706 milhões, para serem aplicados em projetos de melhoria na infraestrutura hídrica e de saneamento básico. Já o empréstimo do Banco Mundial, 45 milhões de dólares e aproximadamente R$ 252 milhões, será utilizado para melhorar a gestão da rede básica de saúde e nos hospitais estaduais e municipais que fazem parte do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Ambas as matérias, de autoria do governo federal, tiveram como relatores os senadores José Maranhão (MDB-PB) e Ney Suassuna (Republicanos-PB) e foram aprovados em votação simbólica e por unanimidade. Na sequência, os senadores aprovaram, ainda, todos os nomes indicados pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) para as agências reguladoras de Aviação Civil (Anac), Transportes Aquaviários (Antaq), de Telecomunicações (Anatel), Petróleo (ANP), Vigilância Sanitária (Anvisa) e da nova Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

    Assim foram aprovados Juliano Alcântara Noman para o cargo de diretor-presidente da Anac e José Luiz Povill de Souza, Tiago Sousa Pereira, Ricardo Bisinotto Catanant e Rogério Benevides Carvalho para os cargos de diretores da referida agência. A indicada Nairane Farias Rabelo Leitão para diretora do conselho diretor da ANPD também teve sua mensagem aprovada, assim como os demais diretores do novo órgão federal responsável pela guarda e segurança de informações cibernéticas: Joacil Basilio Rael e Miriam Wimmer.

    Os demais indicados por Bolsonaro que também tiveram seus nomes aprovados foram os novos diretores da Anvisa: Antônio Barra Torres, Alex Machado Campos, Cristiane Rose Jourdan Gomes e Meiruze Sousa Freitas. Bem como os novos diretores da Aneel, Anatel, ANP e Antaq: Hélvio Guerra, Carlos Baigorri, Symone Christine de Santana Araújo, Rodolfo Henrique de Saboia e Eduardo Nery Machado.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)