• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 20 de setembro de 2020 04:21:48
Em Tempo Real
  • 16/09/2020 08h30

    MEIO AMBIENTE: Simone Tebet diz que é preciso buscar alternativas para evitar que incêndios que já destruíram quase 1,5 milhão de hectares do pantanal não se repitam

    A emedebista avaliou como positivo a liberação de R$ 3,8 milhões pelo governo federal para ajudar no combate aos focos de incêndios em biomas do país
    Foto: assessoria e imagem de Streaming

    Simone Tebet

    ( Publicada orginalmente às 20h 34 do dia 15/09/2020) 

    (Brasília-DF, 16/09/2.020) A senadora Simone Tebet (MDB-MS) afirmou nesta terça-feira, 15, que é preciso buscar alternativas para evitar que novos incêndios que já destruíram quase 1,5 milhão de hectares do pantanal sul-mato-grossense não se repitam. A emedebista, presidente da comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, é uma das integrantes da comissão externa do Senado para acompanhar a situação das queimadas no território brasileiro.

    Tebet fez a declaração ao participar, em Campo Grande (MS), de uma cerimônia na sede do governo do Mato Grosso do Sul em que foi anunciado a liberação de R$ 3,8 milhões pelo governo federal para ajudar no combate aos focos de incêndios em vários biomas do país. Ela avaliou como positivo a liberação dos recursos. Participaram do evento no MS os ministros da Agricultura, Tereza Cristina, e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

    “Vamos buscar alternativas, não só para agora, mas também para o futuro. Mais do que acabar com os incêndios, muitas vezes criminosos, nós precisamos já criar mecanismos e estrutura para que isso não se repita no ano que vem e é isso que a bancada federal está fazendo, com uma ampla frente. E, inclusive, [na adoção de uma] política educacional, explicando para a população o que poderá acontecer com o bioma Pantanal se nós não tomarmos providências imediatas”, comentou a senadora.

    Rogério Marinho, junto com Tereza Crstina, anuncia recursos para o MS com o governador Azambuja ao lado.

    “O fogo não espera. O Pantanal está em chamas, está sendo devastado. No Senado, vamos atuar para evitar essa catástrofe nos próximos anos. O trabalho da Comissão Temporária vai passar pela avaliação da dotação orçamentária, pela busca de mais recursos, por uma política constante dos governos estaduais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Este é o grande intento da Comissão. O estado de emergência agiliza a aplicação do dinheiro que deve ser destinado para a aquisição de equipamentos, combustíveis e horas de voo. O recurso estará disponível para qualquer município de que necessitar das ações de combate aos incêndios florestais”, completou Simone Tebet.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)