• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 18 de setembro de 2021 20:23:06
Nordestinas
  • 19/03/2021 19h00

    Rodrigo Pacheco faz sugestões a Marcelo Queiroga, fala que não tem por se cogitar de estado de sítio e “pediu socorro” a Kamala Harris por vacinas dos EUA

    Veja mais
    Foto: Imagem de Twitter

    Rodrigo Pacheco recebeu, hoje, Marcelo Queiroga

    (Brasilia-DF, 19/03/2021) O senador Rodrigo Pacheco(DEM-MG), presidente do Senado e do Congresso Nacional se manifestou algumas vezes em suas redes sociais justo no dia em que ele recebeu o ministro indicado da Saúde, Marcelo Queiroga.  Ele disse já no inicio da noite que tinha feito um “pedido de socorro” a vice-presidente dos Estados Unidos, a democrata Kamala Harris, que também é presidente do Senado daquele país por vacinas do estoque norte-americano que ainda não tem previsão de uso.

    “Solicitei, nesta sexta-feira, aos Estados Unidos, por meio de ofício enviado à vice-presidente Kamala Harris, pedido de socorro ao Brasil nas ações de combate à pandemia da Covid-19.”,disse.

    Pacheco, desde que assumiu o posto, vem falando sobre o seu compromisso com mais vacinas contra o covid-19.

    “No ofício, pedi que fosse considerada, pelas autoridades norte-americanas, a eventual concessão de autorização especial que permita a aquisição, pelo governo brasileiro, de doses de vacina estocadas nos Estados Unidos e ainda sem a previsão de serem utilizadas localmente.”, afirmou.

    Ele finalizou falando da importância dessa ação para os brasileiros.

    “Esse compartilhamento de estoques, caso autorizado, daria impulso decisivo ao esforço de imunização dos 210 milhões de brasileiros.”, disse

    Estado de Sítio

    Pacheco também falou da polêmica do “estado de sítio”  aventada por Jair Bolsonaro por mais de uma vez entre quinta-feira, 18, e esta sexta-feira, 19.  Ele entende que não existem mínimas condições de seque cogitar estado de sítio para o Brasil.

    “Não há mínima razão fática, política e jurídica, para sequer se cogitar o estado de sítio no Brasil. Volto a dizer que o momento deve ser de união dos Poderes e ações efetivas para abertura de leitos, compras de medicamentos e vacinação.”, afirmou.

    Saúde

    Pacheco recebeu mais cedo o ministro indicado da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele disse que sugeriu um plano vigoroso contra a pandemia. Ele fez uma série de propostas.

    “Recebi, nesta sexta-feira, o novo ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga. O novo ministro solicitou apoio do Congresso às medidas de combate à pandemia. Sugeri a ele a importância de um plano de ação contundente para o enfrentamento da pandemia.”, disse, inicialmente.

    Em seguida, ele fez várias sugstões de ação.

    “Plano focado nos medicamentos para sedação, inclusive adquiridos no exterior, abertura de novos leitos de UTI, cumprimento do cronograma de vacinação e realização de uma força tarefa imediata junto a laboratórios que possam fornecer imunizantes em quantidades suficientes ao país.

     

    ( da redação com informações de redes sociais. Edição: Genésio Araújo Jr)