• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 19:15:44
Nordestinas
  • 16/10/2020 12h30

    LAVA JATO: Operação Marquetagem cumpre 17 mandados de busca e apreensão em Fortaleza, Salvador e São Paulo; mandados foram expedidos pela Justiça Eleitoral do CE

    Caso decorre de delação premiada do grupo J&F
    Foto: Polícia Federal/ divulgação

    Agentes da PF do Ceará em ação nesta sexta-feira na Operação Marquetagem

    (Brasília-DF, 16/10/2020) Nesta sexta-feira, 16, a Polícia Federal está dando sequênia a Operaçao Marquetagem um desdobramento da Operação  Lava Jato cumprindo 17 mandatos de busca e apreensão com a finalizade de provar que houve crime de agentes políticos e empresários envolvidos na liberação de créditos tributários oriundos do Programa de Incentivos às Atividades Portuárias e Industriais do Ceará – PROAPI, em troca do recebimento de vantagem indevida.  A Polícia Federal cumpre mandados expedido pela Justiça Eleitoral do Ceará em Fortaleza, Salvador e São Paulo.

    Face colaboração premiada do grupo empresarial J&S duante investigação da Lava Jato em 2018 ficou estabelecido que as infestigações passariam a ser tocadas pela Justiça Eleitoral. Segundo as investigações, os pagamentos, totalizando o montante de R$ 25 milhões, teriam ocorrido por meio da simulação da prestação de serviços publicitários e do uso de notas fiscais frias, bem como através de doações oficiais para campanhas eleitorais nos anos de 2010 e 2014.

    Os investigados poderão responder, na medida das suas responsabilidades, pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção, lavagem de dinheiro e integrar organização criminosa.

    “Quem será o alvo da PF nessa operação Marquetagem? O esquema de propina foi de 25 milhões! Será que o povo do lado de lá sabia e por isso vieram me atacar nesses dois dias com disparos em massa de Fakenews no Zap? Agora tudo explicado! “ conhecereis a vdd e a vdd vos libertará “”, disse, o deputado Capitão Wagner(PROS-Ce), que lidera as pesquisas para prefeito em Fortaleza um adversário dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes, do PDT, que apoiam o deputado estadual José Sarro(PDT-CE), presidente da Assembleia Legislativa do Ceará.

    Há infomações de que até 9 políticos cearenses seriam algo da Polícia Federal. A PF não informa quais foram os políticos que foram alvos. Até o momento não houve manifestação das autoridades e a família Ferreira Gomes sobre o caso.

    Na época da operação vazou o documento com a seguinte relação de empresas e instituições citadas por Wesley Batista, do grupo J&F. Confira: 

    ( da redação com informações de assessoria e do site Ceará News 7. Edição: Genésio Araújo Jr)