• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 18 de janeiro de 2020 08:12:22
Nordestinas
  • 13/01/2020 07h13

    Bolsonaro apóia declaração de Abraham Weintraub que diz que há fraude nos concursos; ministro da Educação recebe apoio em momento que se discute sua permanência no cargo

    Chama atenção que apoiadores de Bolsonaro fiquem indiferentes as erros de português de Weintraub
    Foto: imagem de Facebook

    Abraham Weintraub em vídeo no Facebook

    ( Publicada originalmente às 18h26 do dia 12/01/2020) 

    (Brasília-DF, 13/01/2020) Em declaração em vídeo que foi publicado pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Educação Abraham Weintraub, visto como um possível ex-ministro por fontes do planalto e por setores da imprensa, diz que os concursos públicos por conta das perguntas acabam favorecendo pessoas com viés de esquerda para entrar nos cargos de Governo e Estado.

    O presidente da República diz que há doutrinação e mentiras nos concursos. Ele aproveita e faz pergunta sobre os momentos que antecederam o golpe militar de 1964.

    “- Doutrinação e mentiras até nos concursos.  - Caso fosse perguntado numa prova: após a saída de João Goulart, em 1964, quem assumiu a presidência da república? Qual sua resposta?”, disse no Facebook  o Presidente.

    No Twitter, o presidente da República também fez publicação com vídeo de Weintraub.

    O ministro da Educação tem chamado atenção nas últimas semanas pelas declarações e postagens com erros de português flagrantes. Ele os apaga, em seguida, mas a repercussão acaba sendo notória. Os apoiadores nas redes sociais do bolsonarismo preferem desprezar esses equívocos do ministro.

    ( da redação com informações do Facebook e Twitter. Edição: Genésio Araújo Jr)