• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 16 de setembro de 2021 21:02:23
Magno Martins
  • 12/04/2021 09h43

    O corrupto e o suspeito

    Veja mais

    Geraldo Júlio e Lula( foto: Arquivo do colunista)

    (Recife-PE) Candidato ao Planalto em 22, liberto da prisão pela leitura equivocada do STF em relação à prisão em segunda instância, já com direitos políticos reconquistados pelo ministro Edson Fachin, da mesma corte, nomeado por Dilma, o ex-presidente Lula já pode contar, novamente, com o velho aliado de ocasião, o PSB.

    O casamento está praticamente reatado. Se deu, de início, por um flerte, teve o noivado confirmado na conferência da última quarta-feira, na qual fizeram juras de amor o próprio Lula com o governador Paulo Câmara e a tropa socialista no Estado, com exceção do prefeito João Campos, uma espécie de noiva comprometida da boca para fora com Ciro Gomes, pré-candidato do PDT.

    PT e PSB nunca falaram a mesma língua e vivem feito o gato e o rato. Dependendo do tamanho do queijo, dão-se as mãos por conveniência. No Recife, quem tirou o PT da Prefeitura foi Eduardo Campos, então principal líder do PSB. Sabido, viu que João da Costa ou qualquer candidato petista seriam inelegíveis, diante da má gestão de Costa, invenção de João Paulo, tirou Geraldo Júlio do bolso do colete.

    Ilustre desconhecido, o candidato do PSB se elegeu com o mote “Foi Geraldo quem fez”, tomando para si um quinhão de obras com o DNA de Eduardo. Uma mentira deslavada, diga-se de passagem. Mais tarde, PSB e PT viram que perderiam a eleição para Marília Arraes em 2018, se uniram, mais uma vez, desta feita para reeleger Paulo Câmara e dar mais oito anos de mandato a Humberto Costa no Senado, que não se elegia nem federal.

    Agora, 2022 é pleito de ocasião para PT e PSB. Lula precisa de tempo de TV e palanque nos Estados, enquanto o PSB, para se manter eternamente no poder em Pernambuco, vai pegar carona na face mítica de Lula. Assim, Lula terá um vice do PSB na chapa presidencial e Geraldo, o pior prefeito do Recife, alvo de seis operações da Polícia Federal, será beatificado santo por Lula nas andanças pelo Estado.

    A política, para PSB e PT, conforme mostra a história, é a arte de captar em proveito próprio a paixão dos outros. Tem a sua fonte na perversidade e não na grandeza do espírito humano. Já ouvi que a guerra política é aquela em que todos atiram pelos lábios. Lula e o PSB mentem e enganam de longe, pela leitura labial. Vencer na política, para ambos, não é tudo: é a única coisa. Para PSB e PT, o que não é possível é falso.

    Abraçados, Lula, o chefe da quadrilha da Lava Jato, e Geraldo, o hexa em operações da Federal em busca do dinheiro federal da pandemia desviado, vão confirmar, com o tempo e a prática, a velha afirmação conceitual, de que num estado democrático existem duas classes de políticos: os suspeitos de corrupção e os corruptos.

    JORNALISMO CIDADÃO – Obrigado aos leitores pela enxurrada de mensagens pelo aniversário dos 15 anos do blog, no 11 de abril de ontem. Faço jornalismo primeiro por vocação e por paixão. Sou da geração que encara o jornalismo como missão sacerdotal, capaz de tirar a venda dos olhos de quem não conhece a verdade. Não foi fácil nem está sendo manter um blog com uma equipe tão competente. Sou mais odiado do que amado. Mas quando boto a cabeça no travesseiro, tarde da noite, depois de mais um dia de luta em busca da informação, apago embalado pelo sono dos justos. Com a consciência de que pratico o jornalismo cidadão.

    DUCHA FRIA – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, diz que a imprevisibilidade em relação ao fornecimento de vacinas no Brasil deve continuar até o segundo semestre deste ano. Apesar disso, ele afirma que seu principal objetivo é acelerar a vacinação. Em 31 de março, o ministro informou que o Brasil deve receber 25,5 milhões de doses das vacinas contra a covid-19 em abril. O número representa redução de 46% em relação ao cronograma previamente apresentado para o mês. Queiroga disse que espera que a situação melhore após os Estados Unidos terminarem a sua campanha de imunização. O presidente norte-americano, Joe Biden, já anunciou que toda a população adulta do País poderá começar a ser imunizada em 19 de abril.

    CPI VAI ANDAR - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pretende ler em plenário, na sessão de amanhã, o requerimento de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19. “Como presidente do Senado, recebi a decisão e vou cumpri-la na primeira sessão do Senado. Farei a leitura do requerimento de abertura da CPI e serão tomadas as providências de instalação da comissão parlamentar de inquérito no Senado”, disse Pacheco. O ministro Roberto Barroso, do STF, determinou que o Senado instale uma CPI para apurar eventuais omissões do Governo Federal no combate à pandemia.

    BARRADOS NO BAILE - Uma festa clandestina foi flagrada pela polícia na noite de sábado passado em um bar em Boa Viagem, e 25 pessoas levadas para a delegacia do bairro. De acordo com a Polícia Civil, o evento realizado ilegalmente para comemorar um aniversário começou por volta das 17h e era realizado no bar The Queen, na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira. A polícia informou que, para burlar a fiscalização, as pessoas entraram por um acesso lateral da boate, passando pelas dependências de uma galeria. Após uma denúncia, equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Procon foram enviadas ao local.

    GAFE VIRA MEME – O ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, enviou um telegrama à rainha Elizabeth para prestar condolências pela morte do príncipe Philip, aos 99 anos. O político foi alvo de memes na internet depois de divulgar o texto enviado. Ciro afirma no telegrama que o príncipe era “admirado por muitos no Brasil por seu compromisso com a preservação do planeta e de suas muitas formas de vida”. Ele também afirma que presta condolências na “condição de cidadão brasileiro que atua para ajudar a abrir, para nosso país, um rumo alternativo capaz de ganhar amplo apoio no povo brasileiro”.

    CURTAS

    MAIS CASOS – Foram contabilizados, ontem, 787 novos casos e 59 óbitos por Covid-19 no Estado. Com esses registros de pacientes e falecimentos, Pernambuco passou a totalizar 369.487 diagnósticos confirmados e 12.803 mortes pela doença provocada pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde, 86 (11%) dos casos são de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Outros 701 pacientes foram diagnosticados com a forma leve da doença.

    O IMUNDO – O padre Oscar Donizete Clemente, da Paróquia Imaculado Coração de Maria, em São José do Rio Preto, no interior paulista, subiu o tom ao criticar as medidas que limitaram a entrada de fiéis nos templos. Atribuiu as restrições à influência do "Partido Comunista Chinês", que promoveu a revolução comunista no país asiático em 1949 e, desde então, permanece no poder do outro lado do globo. Chamou o governador João Dória de imundo.

    Perguntar não ofende: Quando o STF deixará de legislar no Brasil?