• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 16 de setembro de 2021 20:46:55
Em Tempo Real
  • 30/07/2021 07h56

    EMPREGO: Novo Caged monstra que foram gerados 309.114 postos com carteira assinada em junho; este foi a última divulgação do Novo Caged feita pelo Ministério da Economia

    Veja mais
    Foto: imagem de Streaming

    Paulo Guedes participa da última divulgação do Novo Caged

    ( Publicada originalmente às 12h 23 do dia 29/07/2021) 

    (Brasília-DF, 30/07/2021) Num último momento balanço de emprego divulgado pelo Ministério da Economia, agora que foi recriado o Ministério do Trabalho e Previdência, foi divulgado o balanço do Novo Caged(Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) que revela o emprego com carteira assinada referente ao mês de junho apontando que hpuve um saldo positivo de 309.114 postos de trabalho.  Paulo Guedes esteve ao lado de Brunoi Bianco, Secretário de Trabalho e Emprego, na apresentação dos números na manhã desta quinta-feira, 29 de julho.

    Esse número é fruto de1.601.001 admissões e de 1.291.887 desligamentos. No acumulado do ano de 2021, foi registrado saldo de 1.536.717 empregos, decorrente de 9.588.085 admissões e de 8.051.368 desligamentos (com ajustes até junho de 2021)

    Em junho/2021, os dados registraram saldo positivo no nível de emprego nos 5 (cinco) Grandes Grupamentos de Atividades Econômicas: Serviços (+125.713 postos), distribuído principalmente nas atividades de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (+67.360 postos); Comércio (+72.877 postos); Indústria geral (+50.145 postos), concentrado na Indústria de Transformação (+45.031 postos); Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+38.005 postos); e Construção (+22.460 postos).

    Geográfico

    Verificou-se em junho/2021 que as 5 (cinco) regiões brasileiras apresentaram saldo positivo:

    • Sudeste (+160.377 postos, +0,77%);

    • Nordeste (+48.994 postos, +0,75%);

    • Sul (+42.270 postos, +0,55%);

    • Centro-Oeste (+35.378 postos, +1,02%);

    • Norte (+22.064 postos, +1,17%).

    Em junho/2021, as 27 (vinte e sete) Unidades Federativas (UF) registraram saldos positivos.

    As UFs com maior saldo foram: • São Paulo: +105.547 postos (+0,84%); • Minas Gerais: +32.818 postos (+0,76%); • Rio de Janeiro: +16.002 postos (+0,50%). As Unidades Federativas com menor saldo foram: • Acre: +967 postos (+1,10%); • Roraima: +768 postos (+1,30%); • Amapá: +377 postos (+0,56%)

    Em termos relativos, as Unidades Federativas com maior variação relativa em relação ao estoque do mês anterior foram:

     • Piauí: +4.597 postos (+1,50%); • Alagoas: +4.651 postos (+1,36%); • Maranhão: +6.745 postos (+1,31%).

    As Unidades Federativas que tiveram menor variação relativa em relação ao estoque do mês anterior foram: • Rio Grande do Sul: +11.446 postos (+0,44%); • Bahia: +7.604 postos (+0,43%); • Sergipe: +1.107 postos (+0,41%).

    Salário

    Para o conjunto do território nacional, o salário médio de admissão em junho/2021 foi de R$1.806,29. Comparado ao mês anterior, houve redução real de -R$ 1,59 no salário médio de admissão, uma variação em torno de -0,09%.

     

    ( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)