• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 23 de outubro de 2020 07:45:54
Em Tempo Real
  • 16/10/2020 07h15

    CORRUPÇÃO NA PANDEMIA: Democratas afirma que está “acompanhando” investigações contra senador do partido acusado de desviar recursos destinados à saúde em Roraima

    Nota do partido que reúne os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, afirma que “havendo a comprovação da prática de atos ilícitos”, “sanções disciplinares” serão aplicadas contra o senador Chico Rodrigues
    Foto: site Democratas

    Executiva do DEM, em dia de reunião, antes da pandemia do covid-19

    ( Publicada originalmente às 12h00 do dia 15/10/2020) 

    (Brasília-DF, 16/10/2.020) A executiva nacional do Democratas (DEM) disse, em nota, nesta quinta-feira, 15, que está “acompanhando” as investigações da Polícia Federal (PF) contra o senador Chico Rodrigues, de Roraima, e filiado a legenda, acusado de participar de um esquema que vinha desviando recursos do Ministério da Saúde destinados a combater a pandemia do novo coronavírus (covid-19), em seu estado.

    Na nota assinada por todos os integrantes que compõem a executiva nacional do partido, a agremiação partidária afirma que “havendo a comprovação da prática de atos ilícitos”, “sanções disciplinares” internas serão aplicadas contra o senador roraimense Chico Rodrigues que, ainda, exerce o cargo de vice-líder do governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) no Senado. O DEM é o mesmo partido que reúne os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (AP).

    A comissão executiva nacional do DEM por 38 membros titulares e 12 suplentes. Entre os integrantes estão todos os deputados federais e senadores da legenda, incluindo o senador Chico Rodrigues, alvo da operação da PF. Preside a executiva nacional do DEM, o prefeito de Salvador (BA), ACM Neto. Entre os 11 vice-presidentes da executiva estão o ex-deputado federal José Carlos Aleluia (BA), o líder do partido na Câmara, Efraim Filho (PB), e os deputados federais nordestinos Fernando Coelho Filho (PE) e Juscelino Filho (MA).

    “A Direção Nacional do Democratas determinou que o seu Departamento Jurídico acompanhe de perto todo os desdobramentos do inquérito que resultou, na última quarta-feira (14), em busca e apreensão no endereço do Senador Chico Rodrigues (RR). Estamos atentos a todos os detalhes da investigação e, havendo a comprovação da prática de atos ilícitos pelo parlamentar, a Executiva Nacional aplicará as sanções disciplinares previstas no Estatuto do partido”, diz a nota da executiva nacional do DEM.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)