• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 20 de setembro de 2020 03:52:11
Em Tempo Real
  • 16/09/2020 08h20

    NORDESTE EDUCAÇÃO: Camilo Santana comemora Ideb 2.019 que aponta Ceará como líder dos anos finais do ensino fundamental

    O governador cearense comemorou também o fato do Ideb apontar que o Ceará apresentou ainda a melhor evolução nos anos iniciais do ensino fundamental (da primeira a quinta série) quando comparado às demais unidades da federação
    Foto: Carlos Gibaja

    Camilo Santana explica o sucesso do Ceará, segundo o Ideb

    ( Publicada orginalmente às 18h 00 do dia 15/09/2020) 

    (Brasília-DF, 16/09/2.020) O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), comemorou a divulgação nesta terça-feira, 15, dos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) por parte do Ministério da Educação, com relação aos dados apurados no biênio 2.018-2.019. O Ideb apontou o estado Ceará como o líder, entre todas as unidades federativas, na avaliação dos anos finais do ensino fundamental, da sexta a nona série.

    Na oportunidade, em entrevista coletiva do Palácio da Abolição, o governador cearense comemorou também o fato do Ideb 2.019 apontar ainda que o Ceará apresentou a melhor evolução nos anos iniciais do ensino fundamental (da primeira a quinta série), quando comparado aos resultados das demais unidades da federação. E, apesar do estado, não bater a meta no ensino médio, Santana e sua equipe destacaram o fato de 21 escolas da rede estadual estarem entre as 100 melhores do Brasil conforme os dados do Ideb.

    “A cada ano temos melhorado os resultados, sendo referência para o Brasil e para instituições internacionais que avaliam as políticas públicas na área educacional. Isso significa que as nossas crianças e jovens terão um futuro melhor”, comentou o governador Camilo Santana.

    “É um crescimento notável, que mostra o vigor de um esforço. Mostra-se mais importante ainda porque faz frente as adversidades socioeconômicas que ainda enfrentamos. [Isso mostra] uma sustentabilidade da política educacional”, complementou a vice-governador Isolda Cela (PDT).

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)