• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de setembro de 2021 19:26:03
Nordestinas
  • 04/06/2021 17h50

    CPI DA PANDEMIA: Depois de revelação de vídeo, senadores querem deputado e virologista explicando “Gabinete Paralelo” que aconselhava Bolsonaro pelo tratamento precoce e contra vacinas

    Veja mais
    Foto: imagem de Streaming

    Bolsonaro em reunião em que recebe "conselhos"

    (Brasília-DF, 04/06/2021) Nesta sexta-feira, 4, após a divulgação de vídeo no site “Metrópoles” em que é mostrada uma reunião do presidente Jair Bolsonaro( sem partido), no Palácio do Planalto, com médicos que apoiam o chamado tratamento precoce há declarações do chefe do Executivo, do deputado federal Osmar Terra( MDB-RS) e do virologista Paolo Zanotto no sentido de indicar um grupo paralelo de aconselhamento do presidente da República para fazer o enfrentamento da pandmeia do covid-19.  Com isso o vice-presidente da CPI da Pandemia no Senado, senador Randolfe Rodrigues(Rede-AP), encaminhou dois requerimentos com a convocação tanto de Terra como de Zanotto.

    “A prova definitiva da existência do Gabinete Paralelo que a CPI já investigava. Estou convocando o Sr. Osmar Terra e o Sr. Paolo Zanotto para comparecer à CPI da COVID.”, disse o sendor pelo Amapá sobre as revelações assim como divulgou o vídeo em sua conta no twitter.

    Em um dos requerimentos, ele destaca que Osmar Terra seria um mentor intelectual deste grupo paralelo.

    “Imagens obtidas pelo site Metrópoles mostram o aconselhamento do gabinete paralelo sendo feito diretamente ao presidente Jair Bolsonaro – com trechos explícitos de ressalvas à aplicação de vacinas. Trechos de uma reunião, ocorrida em 8 de setembro, também confirmam que Arthur Weintraub intermediava os contatos entre o grupo e o Palácio do Planalto. As imagens também apontam Osmar Terra como mentor intelectual do grupo. “Uma honra trabalhar com o senhor neste período” afirmou Nise Yamaguchi ao deputado. Cabe ressaltar que em depoimento à CPI, a dra. Nise negou a existência de um gabinete paralelo e disse que se tratava apenas de um aconselhamento. É de extrema importância para os trabalhos desta Comissão Parlamentar de Inquérito ouvir o testemunho do Deputado Osmar Terra, razão pela qual peço a aprovação do presente requerimento.”, diz.

    No requerimento em que ele pede a convocação de Zanotto, ele destaca que o virologista diz que Bolsonaro ter muito cuidado com as vacinas.

    “Imagens obtidas pelo site Metrópoles mostram o aconselhamento do gabinete paralelo sendo feito diretamente ao presidente Jair Bolsonaro – com trechos explícitos de ressalvas à aplicação de vacinas. Trechos de uma reunião, ocorrida em 8 de setembro, também confirmam que Arthur Weintraub intermediava os contatos entre o grupo e o Palácio do Planalto.

    Em determinado momento, o presidente faz questão de que o dr. Paolo Zanotto saia da plateia e se sente ao seu lado. Para cumprimentá-lo, o presidente da República bate continência. Parece haver certa intimidade entre o médico e o presidente Bolsonaro. Paolo Zanotto orienta o presidente a tomar “extremo cuidado” com as vacinas contra a Covid-19. “Não tem condição de qualquer vacina estar realisticamente na fase 3”, diz. Na data do encontro, e-mails da Pfizer estavam sem resposta nos computadores do Ministério da Saúde. A orientação antivacina prossegue: “Com todo respeito, eu acho que a gente tem que ter vacina, ou talvez não”, finaliza o texto.

    ( da redação com informações de assessoria.  Edição: Genésio Araújo Jr)