• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 28 de fevereiro de 2021 15:09:14
Nordestinas
  • 18/12/2020 19h00

    SUCESSÃO NA CÂMARA: Arthur Lira ironiza Rodrigo Maia ainda não ter candidato em dia que democrata lança o maior bloco partidário na disputa

    Marcelo Ramos fala da ironia de unir adversários do impeachment de Dilma que falam em democracia
    Foto: Montagem Política Real

    Arthur Lira e Marcelo Ramos se manifestaram

    (Brasília-DF, 18/12/2020)  Logo após o deputado Rodrigo Maia(DEM-RJ), junto com lideranças de 11 partidos anunciarem na tarde desta sexta-feira,18, a formação, até agora, do maior bloco com o intuito de apresentar um candidato à sua sucessão no comando da Câmara dos Deputados, o deputado Arhur Lira(Progressistas-AL), candidato na disputa de fevereiro, assim como o candidato a Vice-Presidente em sua chapa, deputado Marcelo Ramos(PL-AM) se manifestaram em suas redes sociais.

    Lira que foi chamado de candidato “subserviente” e do “autoritarismo” disse que seu projeto era uma defesa dos deputados, simplesmente, e perguntava quem seria o candidato, mesmo, de Rodrigo Maia, que tem bloco mas ainda não tem candidato.  Era claro o tom de ironia.

    “Papo reto: sou candidato para dar voz aos deputados. Coisa que vem faltando aqui nos últimos anos. Meu projeto é claro e está posto. Mas eu queria saber uma coisa: quem é o candidato do  @RodrigoMaia ?”, disse no Twitter.

    O deputado Marcelo Ramos(PL-AM) destacou a intensa contradição que unia um grupo formado por agentes políticos que estiveram em locais diversos, um pelo impeachment de Dilma Rousseff e outros trabalhando pelo impedimento, e, também com ironia, falava deles se unirem em nome da democracia.

    “Os partidos que lutaram contra o impeachment de Dilma e os algozes do impeachment da ex-presidente, que se acusavam de golpistas, agora unidos sob o argumento da defesa da Democracia. A política no Brasil não é para amadores.”, disse no Twitter.

    ( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)