• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 14 de novembro de 2019 03:02:10
publicidade


Nordestinas
  • 07/10/2019 08h00

    Rodrigo Maia em tom de prestação de contas fala da relação histórica com o MDB; ele saudou o Governo Michel Temer que hoje, segundo ele, se reverencia

    Confira os principais momentos da fala de Rodrigo Maia no evento do MDB
    Fotos: André Oliveira especial para a Política Real

    Rodrigo Maia falou no evento do MDB nacional

    ( Publicada originalmente às 17h 13 do dia 06/10/2019) 

    (Brasília-DF, 07/10/2019) O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia(DEM-SP), foi um dos convidados da convenção nacional do Movimento Democrático Brasileiro(MDB-RJ) realizada neste domingo,6, na Capital Federal, e aproveitando a presença do ex-presidente José Sarney, presidente de honra do partido, fez questão de falar da relação histórica que ele, o pai, e partidos como Partido da Frente Liberal e o Democratas têm com o MDB. Ele também fez uma verdadeira prestação de contas da relação com o Governo do ex-presidente Michel Temer.

    “ O MDB Presidente Sarney, meu amigo Sarney, que todo semana eu passo na casa dele para aprender mais um pouquinho, e no acúmulo do aprendizado as probabilidades de eu acertar mais que errar na Presidência da Câmara aumentam muito. Mais Presidente, foi o MDB com o Partido da Frente Liberal, o PFL, que fizeram a redemocratização nesse país e consolidaram a nossa democracia.”, iniciou.

    Em seguida, ele fez uma longa exposição sobre a relação que ele, pessoalmente, teve com o MDB na transição do Governo Temer.

    “Foi o MDB mais uma vez, com o Democratas nesses últimos dois anos e meio do governo do Presidente  Michel Temer que também garantiram a transição para uma eleição mais uma vez democrática nesse país.

    Me orgulha muito, não só estar presente mas ter convivido nessa última parte com o Governo do PMDB, pessoalmente, ter em (19)92 meu pai candidato a prefeito da cidade do Rio de Janeiro, vitorioso, pelo PMDB com apoio do Doutor Ulysses Guimarães  e com a certeza, que nós só vamos construir um bom futuro quando a gente reconhecer os nossos erros e acertos do passado. Graças a Deus muito mais acertos do que erros.

    Nos últimos dois anos nós fizemos muito sob a liderança do Presidente Michel Temer, com o Ministro Meirelles, na Economia. Nós fizemos o teto de gastos – pela primeira vez no Brasil nós passamos a discutir despesa neste pais,  e não aumentar impostos para a sociedade pagar a conta da ineficiência do Estado brasileiro; o Estado precisa ter limite para gastar, e quem criou isso foi o governo do Presidente Michel junto com o Congresso Nacional.”, disse.

    Ele continuou e destacou a reforma trabalhista, leilão do pré-sal, mudanças na taxa de juros e o debate da reforma da Previdência.

    “Nós aprovamos a mais ousada reforma Trabalhista que o Brasil poderia ter feito sob a liderança do Presidente Michel e, sob a relatoria do ex-deputado Rogério Marinho do PSDB, e sob a liderança dos líderes, como Baleia e outros e depois no Senado. Retomamos os leilões do Pré-sal, aprovamos a mudança da taxa de juros do BNDES que só financiava grandes empresários e prejudicava os pequenos e micro empresários, aprovamos o cadastro positivo, aprovamos a reforma do ensino médio, começamos o debate da Previdência – se o resultado da Previdência foi esse, a necessidade de fazê-la e não a vontade de fazê-la, é porque o Governo do PMDB teve a coragem de trazer esse debate para o Congresso Nacional.”, afirmou.

    Baleia Rossi agradece Rodrigo Maia ao final do discurso do presidente da Câmara dos Deputados 

    AGONIA

    Ele destacou que as reformas feitas no Governo Temer trouxeram muito desgaste pessoal e continou salientando os feitos de Temer com destaque para as ações voltadas para o estado do Rio de Janeiro.

    “Todos nós, presidente Baleia, sabemos o que passamos em 2017 com esse debate que hoje é valorizado , mas no passado era atacado. Nós fizemos a regulamentação do distrato na construção civil, e foi com a liderança do senador Romero Jucá que regularizamos o distrato, renegociamos a dívida dos estados brasileiros que iriam quebrar, aprovamos a recuperação fiscal e com a generosidade do Presidente( Michel Temer), eu como Presidente em exercício, assinei a recuperação fiscal do meu Estado, que só não quebrou, que só não deixou de pagar salários por conta dessa lei, fizemos uma intervenção na questão de segurança do Estado do Rio de Janeiro. O Governo Federal colocou R$1 bilhão e 200 milhões na segurança, e voltando aqui a 2016 quando o Presidente Temer assumiu garantiu as Olimpíadas na cidade do Rio de Janeiro.”, afirmou.

    SEM VERGONHA

    Ele disse que todos que trabalharam com o Governo Temer naquele momento não têm com que se envergonhar e o MDB sempre cumpre as missões que assume.

    “Nós temos muitas realizações juntos e não temos nenhuma vergonha ou constrangimento  de valorizá-las, mostrar para a sociedade que nós temos experiência para fazer, porque falar depois de narrativas, isso é fácil, o difícil é ter bons quadros, como tem o PMDB quando assume uma missão realiza essa missão,  por isso eu estou muito feliz de estar qui hoj, junto com todos esses líderes  para trazer o meu abraço, a minha boa sorte para o meu amigo Baleia. Tenho certeza que olhando esse passado de vitórias e de transformações que o Brasil já fez sob a liderança do Presidente Sarney, sob a liderança do Presidente Fernando Henrique, sob a liderança do Presidente Lula, da Presidente Dilma e pelo Presidente Michel Temer, eu tenho certeza que olhando essa história , junto com o atual governo nós vamos continuar transformando o Brasil reduzindo desigualdades, reduzindo a pobreza. Como diz o Presidente Sarney, a agenda social é a agenda que vale. “, disse.

    SOCIAL É O QUE VALE

    Ao final, como se estivesse dando um depoimento para o ex-presidente José Sarney, presente, disse que as reformas sempre buscam o social e desejou boa sorte para Baleia Rossi, novo presidente nacional do MDB.

    “As reformas econômicas elas só tem um objetivo, transformar a vida das pessoas na área social  senão não há motivos para as reformas. Boa sorte Presidente Baleia”, finalizou.

    ( da redação com informações e edição de Genésio Araújo Jr)