• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 16 de setembro de 2021 22:48:20
Magno Martins
  • 28/04/2021 09h02

    Postura de relator pegou mal

    Veja mais

    Carlos Neves( Foto: arquivo do colunista)

    (Recife-PE) O PSB aparelhou o Estado. Isso não é novidade alguma, mas o voto do relator Carlos Neves, do Tribunal de Contas do Estado, atestando normalidade à escandalosa compra de respiradores de porcos a uma empresa fantasma de São Paulo, pela Prefeitura do Recife, não deixa dúvidas para concluir, mais uma vez, bem no linguajar da canção de um famoso rap, que, verdadeiramente, “tudo está dominado em Pernambuco”.

    Seria cômico se não fosse trágico o mesmo conselheiro e relator endossar como legal uma compra que a Polícia Federal investigou ter um lastro de lamaçal enorme e ao mesmo tempo punir, com uma multa simbólica de R$ 8 mil, uma servidora por ter atestado o recebimento provisório de 15 respiradores testados em porcos e, portanto, inadequados para uso em seres humanos. E não é uma reles auxiliar: Mariah Simões é sobrinha do secretário estadual de Desenvolvimento, Sileno Guedes.

    Que tem o poder ainda da caneta da gerência das contas do PSB no Estado, na condição de seu presidente. Enquanto a Polícia Federal por pouco não prende o secretário de Saúde, Jailson Correia, boi de piranha da operação, Carlos Neves diz que ele não cometeu nada de ilegal, nem tampouco Felipe Bittencourt, que pagou R$ 7 milhões em outro contrato de compra de equipamentos não entregues, segundo a PF.

    Carlos Neves foi nomeado conselheiro do TCE em 2019 pelo governador Paulo Câmara. Seu pai, também advogado renomado no Estado, foi assessor especial do ex-prefeito Geraldo Júlio. E seu tio, o ex-vereador José Neves, foi recentemente nomeado para um cargo em comissão em umas das gestões do PSB. O relator, é bom que se faça a ressalva, também foi advogado de Geraldo Júlio e das campanhas do PSB.

    Por todas essas vinculações com o poder e o partido oficial, o PSB, Carlos Neves, teria agido com mais transparência e correção se tivesse alegado que se considerava impedido de assumir tal relatoria. Em Brasília, como ministra do TCU, Ana Arraes, nunca julgou nada do Estado, justamente para não ser acusada de trabalhar em causa própria.

    Pena que Carlos Neves não se espelha nela!

    Cadê a dinheirama? – No mesmo relatório do Tribunal de Contas a confirmação da notícia que até as paredes do Palácio Capibaribe, sede da Prefeitura do Recife, estão caducas de saber: nunca entrou tanto dinheiro federal para irrigar os cofres municipais da capital, algo em torno de R$ 384 milhões. Uma perguntinha que todo mundo me faz desde ontem, quando postei no blog: para onde foi essa dinheirama? Com a palavra, Geraldo Covidão, campeão imbatível em operações da Polícia Federal durante a pandemia.

    Transnordestina – Depois do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, garantir que entregar a totalidade da obra da Transposição até o final do ano, mais uma boa notícia para o Nordeste, especialmente Pernambuco. Segundo o deputado Gonzaga Patriota, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, comunicou ao governador Paulo Câmara que o trecho da Ferrovia Transnordestina em Pernambuco, abandonado pelo PT, será retomado. Trata-se de um grande projeto para fluir com mais rapidez a produção nordestina para outras regiões via os portos de Suape, em Pernambuco, e Pecém, no Ceará.

    Aumento de energia – A conta de luz vai ficar mais cara a partir de manhã no Estado. O reajuste médio de 8,99% foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ontem, a Celpe disse que o reajuste para os consumidores residenciais ficará entre 5,94% e 7,46%, dependendo do perfil do cliente. Segundo a Celpe, a empresa tem 3,8 milhões de clientes em todo o Estado. Desse total, 90% são consumidores residenciais. Quem pagava conta de R$ 100, por mês, passará a desembolsar até R$ 107.

    Federal nas ruas – A Polícia Federal em Pernambuco realizou, ontem, uma operação para apreender bens de ex-servidores da Secretaria de Patrimônio da União no Estado acusados de corrupção. Segundo a PF, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão no Recife, com sequestro de veículos, totalizando R$ 250 mil. Segundo o delegado Daniel Silvestre, os investigados pela Operação Recovery foram indiciados pela PF e denunciados pelo Ministério Público federal (MPF) à Justiça federal (JFPE).

    Compra de vacina – Para não comprometer o cronograma de vacinação, prefeitos do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar) já buscam outros fornecedores internacionais para a compra de vacinas. O grupo, que reúne mais de duas mil cidades, está em tratativas para a compra de 30 milhões de doses da Sputnik ao longo deste ano. "Para a manutenção do cronograma vacinal inicialmente planejado, o Conectar já havia iniciado o processo de diálogo com outros possíveis fornecedores internacionais com potencial de atendimento às demandas brasileiras por imunizantes", informou o consórcio.

    CURTAS

    OPÇÃO PARTIDÁRIA – O PRTB intensificou negociações para abrigar o projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro, em 2022. Os movimentos para filiar Bolsonaro são conduzidos por Levy Fidelix Filho após a morte do pai dele, que foi fundador da sigla. O PRTB fez uma reunião em São Paulo para definir o novo comando. Levy Fidelix, que sempre dirigiu a legenda, morreu no sábado.

    CANDIDATURA – Bolsonaro quer o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disputando o Governo de São Paulo, em 2022. "Quem sabe São Paulo adote o Tarcísio para o ano que vem", disse o presidente a um apoiador que elogiava o ministro pelo asfaltamento de rodovias. Bolsonaro conversou com eleitores na portaria do Palácio da Alvorada, elogiou o ministro e criticou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), um dos presidenciáveis.

    Perguntar não ofende: O Tribunal de Contas é uma extensão do Palácio das Princesas?