• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 05 de maio de 2021 20:57:26
Em Tempo Real
  • 14/01/2021 08h25

    SUCESSÃO NA CÂMARA: No encontro com deputados da Paraíba, Arthur Lira minimiza falta de apoio do correligionário Aguinaldo Ribeiro a sua candidatura

    Parlamentar alagoano dos Progressistas está confiante de que terá não só a maioria dos parlamentares paraibanos, mas também a maioria dos deputados do Nordeste
    Foto: Arquivo da Política Real

    Arthur Lira

    ( Publicada originalmente às 20h55 do dia 13/01/2021) 

    (Brasília-DF, 14/01/2021) Em encontro com os deputados federai da Paraíba na tarde desta quarta-feira, 13, o deputado e candidato à presidência da Câmara, o ex-líder dos parlamentares progressistas (PP), Arthur Lira (AL), minimizou o impacto que a falta de apoio do correligionário Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) pode representar a sua luta para se tornar o próximo presidente da Casa a partir de 1º de fevereiro, quando em eleições internas os 513 deputados definirão quem serão os novos integrantes da Mesa Diretora daquela Casa legislativa.

    O parlamentar alagoano está confiante de que terá não só a maioria dos parlamentares paraibanos, mas também a maioria dos deputados do Nordeste e também do Norte. Para isso, ele vem diariamente fazendo visitas nos estados das duas regiões desde a última semana. Líder também de um conglomerado de nove partidos (Avante, PL, Patriotas, Podemos, PP, PROS, PSC e PSD), que reúne 195 deputados, Lira agradeceu os deputados André Fufuca (PP-MA), Celso Sabino (PSDB-PA), Cláudio Cajado (PP-BA), Luiz Lima (PSL-RJ) e Marcelo Ramos (PL-AM), que estão lhe acompanhando nestas viagens em busca de voto pelo comando de uma das Casas do Poder legislativo.

    “Olhe, no meu partido, sempre foi dada a oportunidade de todos pleitearem seus espaços, suas ideias. O deputado Aguinaldo e eu sempre tivemos uma boa relação, chegamos juntos em 2.011 e já estivemos juntos em muitos momentos disputando a mesma batalha. Democracia é isso. O deputado Aguinaldo, ele tinha também uma pretensão de disputar a presidência da Câmara e, lógico, procurou um caminho mais ligado ao presidente Rodrigo Maia e não foi possível”, comentou.

    “Nosso partido, ele não esgotará as conversas para que se unifique, para que ele possa andar junto nas eleições. Mas com exceção do deputado Aguinaldo Ribeiro, o nosso partido está unido, único, firme, forte, com uma bancada de 42 deputados e hoje a gente pode dizer que temos 41 votos dentro do nosso partido. E [quero agradecer] os amigos aqui da Paraíba, Julian [Lemos] (PSL-PB), Wellington Roberto (PL-PB) e Hugo Mota (PB), além de todos os outros que nós vamos encontrar logo mais a noite aqui para uma reunião da bancada”.

    “Com relação a bancada paraibana, [eles] são amigos de uma década. Muitos deputados que estão aqui e outros que estiveram como o Wilson Santiago (PTB-PB), que teve uma reunião em Brasília, mandou e mandará o representante, o seu filho, [Wilson Filho] que é deputado estadual, que foi nosso companheiro lá [na Câmara]. A deputada Edna [henrique (PSDB-PB)], com uma decisão muito particular da vida dela hoje, é totalmente compreensivo a ausência dela. O deputado Damião [Feliciano (PDT-PB)] estará presente no jantar. Os deputados do PSDB, que eu tenho uma excelente relação, deputado Rui Carneiro e deputado Pedro Cunha Lima também. A gente irá conversar. Então não tenham a menor dúvida que nós teremos a maioria esmagadora da bancada da Paraíba, como temos em todos os estados do Nordeste”, finalizou.

    (por Humberto Azevedo, especial para a Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)