• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 20 de setembro de 2020 04:13:09
Em Tempo Real
  • 16/09/2020 07h30

    COMENTÁRIO DO DIA: Calvino não merecia essa!

    Ouça o comentário da Política Real
    Foto: Espiritualidade para o século XXI

    João Calvino e seu calvinismo não mereciam isso!

    ( Publicada orginalmente às 09h 30 do dia 15/09/2020) 

    (Brasília-DF, 16/09/2020) Uma terça-feira em que o Presidente Jair Bolsonaro anuncia muitos compromissos. Ele vai estar com seus generais, presidente da Embratur e com o seu polêmico ministro do Meio Ambiente, em momento de graves incêndios no Pantanal.

    Mais um assunto que está desagradando sua base ligada ao agronegócio.

    Não haverá sessões na Câmara e no Senado tudo por conta de decisão de seus chefes, mas com base no calendário eleitoral. Hoje,15, é o penúltimo dia das convenções partidárias nos Estados.

    Haverá tabalho nas turmas mas chamou atenção Luiz Fux, na semana de sua primeira sessão plenária pegar covid-19.

    Mas e essa mamata que estão inventando, heim?!

    OUÇA AQUI

    LEIA AQUI

    COMENTÁRIO

    No final da década passada, conversava com o Pastor Pedro Ribeiro, um dos primeiros líderes da bancada evangélica, e perguntei: o que seria mais fácil, termos um presidente negro ou um presidente evangélico? Ele não titubeou: um negro.

    Passado uma década, o Presidente Jair Bolsonaro, mesmo católico, virou o produto de consumo das lideranças evangélicas.

    Maquiavel dizia aos amigos os favores, aos inimigos a lei. Getúlio Vargas ajustou: “Aos amigos, tudo, aos inimigos, a lei“.

    Bolsonaro começou a semana vetando lei que iria dar folga de quase R$ 1 bilhão a líderes evangélicos que querem fazer negócios com a fé, com todo respeito, pois não jogo pedra na Cruz, e não querem pagar impostos. Disse que só vetou com medo de ser impichado e recomendou que deputados e senadores derrubem seu veto além de afirmar que iria mandar lei para garantir essa folga de todo jeito.

    Uma coisa é defender sua base eleitoral, outra coisa é esse favoritismo, compadrio, apropriação do estado. Você sabe muito bem que se apropriar de algo é uma forma de corrupção. A Igreja Católica divulgou nota dizendo que é contra essa folga.

    Em época que o Governo Federal quer tomar salário de servidor, criar imposto único para arrumar dinheiro para um novo e reforçado bolsa família, essa coisa cheira a um absurdo.

    A bela fé protestante surgida no Século 15 e que mudou o mundo não merecia, aqui no Brasil, ficar tão mal na fita em nome de uns caraminguás.

    Foi Genésio Araújo Jr, de Brasília

    ( da redação)