• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 14 de novembro de 2019 02:42:18
publicidade


Nordestinas
  • 17/10/2019 07h41

    COMENTÁRIO DO DIA: Partidos: ruim com eles, pior sem eles!

    Ouça o comentário da Política Real
    Foto: I FALO

    Partidos políticos são muitos, mas alguns são necessários

    ( Publicada originalmente às 09h 41 do dia 16/10/2019) 

    (Brasília-DF, 17/10/2019) Meio da semana. Dia que antecede a sessão do Supremo Tribunal Federal que vai decidir, tudo indica, sobre a prisão em segunda instância. Muita expectativa e nervosismo.

    O Congresso encerrou a votação sobre a Cessão Onerosa. O pessoal do Nordeste e Norte até queria aumentar seu quinhão, mas preferiu colocar a viola no saco. O Presdiente Bolsonaro tomou a iniciativa de anunciar o 13º para o Bolsar Família justo no 13º ano do programa.

    A Câmara Federal foi palco das reações sobre a possibilidade de mudar a Consttituição Federal para atender a prisão em segunda instância.

    Partidos políticos em frenesi. E você aí, o que acha?!

    OUÇA AQUI

    LEIA AQUI

    COMENTÁRIO

    Os partidos políticos no Brasil sempre foram motivo de preocupação. No Império foram criados o Liberal e o Consevador. Para você ter uma ideia o que era conservador era o liberal e o que era liberal era o conservador! Deu para entender? Difícil.

    Os da Velha República nada mais eram que ajuntamentos de eleições fraudadas. Veio Getúlio Vargas que os eliminou, praticamente, por 15 anos. Durante a Guerra Fria eles passaram a ser ideológicos. PSD, PTB e UDN fizeram história. Veio o bipartidarismo Pós-64 e voltaram a ser ideológicos com a Nova República.

    A crise da Lava Jato que levou ao poder Jair Bolsonaro deu novo tiro nos peitos, quase mortal, nos partidos. Agora surge essa confusão no PDT e PSB assim com a chamativa briga dentro do PSL que abrigou Bolsonaro.

    PSB e PDT erraram ao não apresentarem propostas alternativas à reforma da Previdência, tanto é que agora anunciam que vão apresentar proposta alternativa à reforma tributária. No caso do PSL, chama atenção que em 10 meses de governo já tenha três alas:  ideológico, militar e pragmático.

    Bolsonaro nunca ligou para partidos políticos, mas isso não é só problema dele, na esquerda, com Ciro Gomes sempre foi a mesma coisa. Mudavam com o vento.

    Fala-se muito mal dos partidos políticos, mas não dá para fazer democracia representativa sem eles. Ponto final.

    Foi Genésio Araújo Jr, de Brasilia

    ( da redação)