• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 14 de novembro de 2019 01:52:55
publicidade


Nordestinas
  • 16/10/2019 07h35

    TRAGÉDIA NO CEARÁ: Cearenses ficam consternados com tragédia que derrubou prédio em Fortaleza e matou, até o momento, uma pessoa; estimativa é que até 15 pessoas estariam nos escombros

    Governador, que cumpria agenda em Brasília retornou ao estado, determinou uso de todas as forças de segurança para auxiliar nos socorros às vítimas; já a prefeitura da capital cearense informou que montou um plano de contingência para atender as vítimas
    Foto: Amaury Alencar

    Edifício no chão, em Fortaleza

    ( Publicada originalmente às 14h 35 do dia 15/10/2019) 

    (Brasília-DF, 16/10/2019) Após um prédio, Edifício Andréa, ter desabado por volta das 10 horas e 30 minutos desta terça-feira, 15, em Fortaleza, os cearenses ficaram consternados e as autoridades locais e federais começaram a lamentar o episódio, que até o momento, matou uma pessoa e feriu outras cincos.

    A estimativa do Corpo de Bombeiros da capital cearense é de que, pelo menos, até 15 pessoas se encontravam no prédio residencial no momento do desabamento e que estariam sob os escombros. Assim que foi informado da tragédia, o governador cearense – Camilo Santana (PT) –, que cumpria agenda em Brasília retornou ao estado. Mas, antes, determinou uso de todas as forças de segurança para auxiliar nos socorros às vítimas.

    “Sobre o desabamento do prédio residencial em Fortaleza, determinei o uso de toda a força operacional dos Bombeiros, Samu, Polícia Militar, Defesa Civil e todos os órgãos estaduais que possam auxiliar no socorro às vítimas. Estava chegando em Brasília para cumpri agenda quando recebi essa lamentável notícia. Cancelei toda a agenda e estou retornando imediatamente para Fortaleza para acompanhar o resgate”, comentou em suas redes sociais.

    Já a prefeitura de Fortaleza informou que montou um plano de contingência para atender às vítimas. Até o momento o prefeito Roberto Cláudio (PSB), que se encontra no local do desabamento, disse apenas até o momento que os hospitais municipais estão preparados para receber as vítimas. E, se for necessário, até um hospital particular será utilizado para o atendimento.

    A deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), manifestou “solidariedade aos familiares dos moradores do prédio que acabou de desabar na Aldeota, em Fortaleza. Muito triste!”, exclamou.

    O relator da lei orçamentária de 2.020, deputado Domingos Neto (PROS-CE), também lamentou o episódio. “Minha solidariedade às famílias que viviam no prédio que desabou nesta manhã em Fortaleza. Vamos acompanhar junto à prefeitura o trabalho dos bombeiros e forças da defesa civil que atuam no local. Nossas orações para que não haja vítimas”, complementou.

    O deputado Heitor Freire (PSL-CE) foi outro parlamentar que também lamentou “profundamente” a tragédia ocorrida em Fortaleza. “Quero prestar minhas condolências às vítimas e familiares e me colocar à disposição para o que for necessário”, completou.

    No mesmo sentido, assim se pronunciou José Guimarães (PT-CE). “Minha solidariedade aos familiares e moradores do prédio que desabou nesta manhã em Fortaleza. Uma tragédia”, comentou.

    (por Humberto Azevedo, especial para Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)