• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 14 de novembro de 2019 02:32:03
publicidade


Nordestinas
  • 04/10/2019 07h40

    Sérgio Moro diz que crimes caíram e que tem que cair mais ainda; Bolsonano, filho e ministro dedicaram manhã à pauta de segurança pública

    PF anuncia primeirod resultados de operação contra pornografia
    Foto: Imagem do Twitter

    Moro divulga números

    ( Publicada originalmente às 11 h 59 do dia 03/10/2019) 

    ( reeditado) 

    (Brasilia-DF, 04/10/2019) Esta manhã de quinta-feira, 3, foi destacada por membros importantes do Governo Federal para tratarem da pauta de segurança pública. O ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, tratou de publicar números sobre redução no número de assassinatos. Ele diz que os crimes tem que cair mais ainda.

    “7.109 assassinatos a menos até julho de 2019 em comparação ao mesmo período do ano passado. 22% a menos. Crimes caem em todo o país. Precisam cair mais.”, disse Moro no Twitter  na manhã desta quinta-feira3.

    Praticamente no mesmo horário, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, também comentou sobre dados na área de segurança e foi logo curtido pelo presidente Bolsnonaro. Weintraub fez provocação aos especialistas em direitos humanos.

    “Brasil teve uma queda de 22,6% nas mortes violentas nos primeiros sete meses de 2019 (comparação com o mesmo período de 2018). São 7,1 mil pessoas que deixaram de ser assassinadas. Especialistas em direitos humanos estão comemorando ou fazendo análises positivas do governo?”, disse no Twitter.

    Bolsonaro também curtiu e retuitou postagem de seu filho Carlos Bolsonaro, tratando da questão de segurança, mas aliada a educação.

    “Estados onde os governadores aderiram à Escola Cívico-Militar: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, DF, Ceará, Pará, Tocantins, Amazonas, Rondônia, Acre, Roraima e Amapá. Os outros 11 Estados não aderiram. @AbrahamWeint”, disse, no Twitter.

    PORNOGRAFIA

    A Polícia Federal publicou em seu Twitter no final da manhã sobre operação contra a pornagrafia infantil. Veja a nota:

    A PF cumpriu, na manhã de hoje 03/10, dois mandados de judiciais no âmbito de Inquérito Policial instaurado para apurar a produção, armazenamento e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil na internet.

    As medidas judiciais permitiram a localização e o resgate de uma criança (9 anos) que aparece nas imagens, que teriam sido produzidas pelo suspeito (31 anos) que foi preso em flagrante delito na posse de grande quantidade de arquivos de pornografia infantil.

    O preso foi conduzido à SR do Paraná para a lavratura do auto de prisão em flagrante e se condenado poderá ter penas de até 18 anos de reclusão. Caso seja identificado o envolvimento do autuado no crime de estupro de vulnerável, as penas somadas podem chegar aos 33 anos.

    ( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)