• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 21 de agosto de 2019 17:55:20
Nordestinas
  • 20/05/2019 07h25

    COMENTÁRIO DO DIA: A temporada texana do Presidente!

    Ouça o comentário da Política Real
    Foto: Dreamstime

    A temporada em que Bolsonaro esteve no Texas

    ( Publicada originalmente às 08h 25 do dia 17/05/2019) 

    (Brasília-DF, 20/05/2019)  O que virá na semana que vem será muito importante para a administração nacional. Será votada a reforma administrativa do Governo Federal. Imagina só o que vai acontecer?! O Governo não dá sinais que vai ter jogo de cintura para dar jeito nessa confusão toda, mas a esta semana que vivemos hoje parece não ter fim!

    A temporada de dois dias do nosso presidente Jair Bolsonaro nos Estados Unidos. A temporada texana, para ser preciso, abalou.

    Ele foi lá para receber um prêmio que era para ter recebido em Nova Iorque, a capital do Mundo. Foi para a capital do petróleo nos Estados Unidos. Teve lá suas reuniões, deu entrevistas, tuitou e abalou.

    O Presidente foi para cima de jornalistas, reclamou de meio mundo, disse que perseguiam o filho dele, falou contra estudantes depois amenizou, bem...Jair Bolsonaro, né!?

    Mas nem tudo foi agonia.....

    OUÇA AQUI

    LEIA AQUI

     

    COMENTÁRIO

    A semana se encerra. O medo do retorno da recessão fruto dos números sobre o desemprego revelando que mais de 5 milhões de pessoas procuram ocupação há mais de um ano ou que o número de informais está próximo dos que tem carteira assinada  são apavorantes.

    É bom lembrar que Dilma Rousseff caiu com o PT não só pela Lava Jato, mas pelo seu mergulho no caos econômico.

    Mas, os movimentos de nosso presidente Jair Bolsonaro em seu segundo dia de agenda nos Estados Unidos foram impressionantes.

    Ele aproveitou a decisão da Justiça que mandou quebrar o sigilo fiscal e bancário de seu filho senador Flávio Bolsonaro no Caso Queiróz/Coaf, para dizer que não iriam pegá-lo, voltou a dizer a seu público que vai continuar a fazer política do jeito que faz, em seu discurso ao receber o prêmio de brasileiro do ano da Câmara de Comércio Brasil Estados Unidos errou seu bordão, aquele do Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.

    Detalhe: Mike Pompeo, secretário de estado dos Estados Unidos, que também foi laureado e que estava naquele país mandou representante ao evento.

    Mas, nem tudo foi ranger de dentes e atos falhos na temporada texana de nosso presidente.

    Vamos ver o lado positivo. O tal do Olavo de Carvalho disse nas redes sociais que não vai falar mais de política brasileira e Bolsonaro afirmou que Sérgio Moro não exigiu dele nada para ser ministro da Justiça.

    Vamos ver o que a semana que vem nos traz!

    Foi Genésio Araújo Jr, de Brasilia

    ( da redação)