• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de agosto de 2018 16:42:20
Nordestinas
  • 07/02/2018 09h38

    Jovair Arantes diz que Cristiane Brasil “é problema da Justiça” e PTB mantém indicação da deputada para Ministério do trabalho

    Líder do PTB descartou que a decisão se dá pelo fato de Jefferson, pai da deputada, contribuir com maior valor ao fundo partidário
    Foto: Jornal Opção

    Jovair Arantes mantém apoio a Cristiane Brasil

    ( Publicada originalmente às 21h 38 do dia 06/02/2018) 

     

    (Brasília-DF, 07/02/2018) O líder do PTB na Câmara dos Deputados, Jovair Arantes (GO), afirmou nesta terça-feira, 06, que a questão da permanência ou não da deputada federal Cristiane Brasil, como ministra do Trabalho, é um problema da Justiça. “Quem vai decidir é a ministra Carmén Lúcia (presidente do Supremo Tribunal Federal)”.  

    Segundo ele, a abancada do PTB, que esteve reunida na tarde desta terça, na liderança, é favorável pela manutenção do nome da deputada carioca e não pensa em um Plano B.

    Na conversa com os jornalistas, Jovair acentuou que a reunião do colegiado não foi para discutir o “Caso Cristiane”, mas a pauta legislativa para 2018, principalmente sobre a Reforma da Previdência.

    “Todo início do ano a gente reúne a bancada para discutir os problemas do ano: comissões temática, votações importantes, como a reforma Tributário, que pode ser trazida para ser votada”, justificou.

    Posse suspensa

    No dia 22 de janeiro, Cármen Lúcia suspendeu temporariamente o ato de posse da parlamentar carioca, prevista exatamente para aquela data. Com a decisão do STF, a posse foi suspensa pela 4ª vez.

    A deputada carioca foi condenada por uma ação trabalhista e reponde a outra na Justiça. Tem ainda contra ela a repercussão negativa de um vídeo que gravou ladeada por quatro homens sem camisa em uma praia do Rio.

    Cristiane fica

    Apesar desse imbróglio que envolve a deputada Cristiane Brasil e o Ministério do Trabalho, Jovair Arantes reafirmou que a parlamentar foi indicada ao cargo pelo PTB e o partido mantém essa posição.

    “Tem um problema que é da Justiça. A Justiça levantou um problema e cabe a ela dar a solução”, frisou. “A bancada continua aguardando, entendendo que a Justiça que tem que dá a palavra final”, prosseguiu.

    Desgaste

    - Isso não gera um desgaste muito grande para o partido e para ela ? – questionou um jornalista.

    “Nós temos um problema real, que é o problema levantado pela Justiça, que tem que resolver. Se nós vamos ficar ou não satisfeitos com o resultado da pesquisa, é uma outra questão. Temos que aguardar. E nesse momento nós decidimos em cima do que foi decidido pela Justiça e não antecipar uma decisão que não pode ser nossa”, respondeu o líder.

    Outro nome?

    - Não seria mais fácil o partido indicar outro nome, já que tem tanta resistência ao de Cristiane Brasil – insistiu outro repórter.

    “Na política você não pode agir como o mais fácil. Nós temos que agir com o real. Nós temos um problema real e vamos enfrentá-lo da forma que tem que ser”, disse Arantes, descartando um Plano B.

    Antes da coletiva a imprensa, chegou a circular nos bastidores do Congresso que o PTB pensava em indicar o nome do deputado Benito Gama, da Bahia, para o cargo. Gama foi vice-presidente do Banco do Brasil no governo de Dilma Rousseff.

    Não abandonar

    O líder petebista disse, ainda, que Cristiane Brasil merece o respeito da bancada e o partido não vai desampará-la.

    “Nós temos uma questão muito importante no PTB: agimos muito em bloco. As decisões tomadas na indicação da Cristiane serão preservadas. E temos outra característica importante no partido: nós não abandonamos companheiros feridos em uma batalha. Então, vamos até o fim”.

    Para Jovair, não cabe ao PTB “fazer juízos de valores” pelos fatos dos quais Cristiane Brasil são acusados. “Se nós tivéssemos que fazer esse tipo juízos, nós não teríamos feito uma indicação. Fizemos porque conhecemos a deputada, como uma excelente se parlamentar na Casa e que foi uma excelente secretária no Rio, portanto, tem uma experiência vasta na parte administrativa”, acentuo.

    Fundo partidário

    Dos 18 deputados que integram a bancada do PTB na Câmara, não compareceram à reunião somente três: a própria Cristiane, Zeca Cavalcante (PE) e Jorge Côrte Leal (PE).

    Jovair Arantes ressaltou que a bancada não recebeu ligação do presidente do partido e pai e Cristiane, Roberto Jefferson para manter a indicação da deputada. Também descartou que a decisão do grupo seria pelo fato de Jefferson contribuir com maior valor ao fundo partidário.

    (Por Gil Maranhão. Agência Política real. Edição: Genésio Jr.)