• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 19 de janeiro de 2018 01:29:25
Nordestinas
  • 22/12/2017 08h00

    Hospital do Câncer de Sergipe recebe R$ 16,6 milhões para obras e Eduardo Amorim comemora

    O descontingenciamento é uma emenda de bancada e, até agora, R$ 198,2 milhões já foram destinados à saúde
    Foto: Agencia Senado

    Eduardo Amorim em dia de fala no plenário do Senado

    ( Publicada originalmente às 11h 42 do dia 21/12/2017) 

     

    (Brasília-DF, 22/12/2017) O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) comemorou nesta quinta-feira, 21, o descontingenciamento de R$ 16,6 milhões de reais destinados às obras do Hospital do Câncer de Sergipe. Esse valor vem da bancada federal do estado com indicação do senador, que desde 2011 destina recursos para a saúde.

    “Essa é uma emenda da Bancada de Sergipe por nossa indicação. O nosso trabalho junto ao governo federal é contínuo”, contou. “De 2011 a 2017 já foram destinados R$ 198,2 milhões e, até o presente momento, os usuários não usufruem do atendimento especializado por conta da série de entraves apresentados pelo governo de Sergipe, responsável pelas obras. Não vamos desistir do Hospital do Câncer. Em 2018, nossa luta continua. Temos um trabalho contínuo para a liberação desses recursos e ainda não temos sinal do final das obras por parte do governo de Sergipe”, disse o senador.

    O senador lembrou que um abaixo-assinado foi entregue ao então ministro da Saúde, Alexandre Padilha, com mais de 150 mil assinaturas, pedindo a construção da unidade hospitalar.

    “Foram meses de muitas viagens, onde mostramos à população a importância da chegada do hospital. Visitamos todos os municípios, fomos a feiras livres, calçadões, contamos com o apoio da imprensa e conseguimos transmitir o sentimento de que todos juntos iríamos ter esperança no tratamento desta doença”, disse.

    AS EMENDAS

    Ainda como deputado federal em 2010, Amorim conseguiu uma emenda de R$ 20,8 milhões. Em outros anos, esses valores somados passam R$ 63 milhões.

    “Em 2014, quando comemorávamos o início da obra por meio de mais R$ 15 milhões do Proinveste, lamentavelmente, o que vimos foi apenas mais uma propaganda eleitoral, vazia”, denunciou.  “Ao total, já são quase R$ 200 milhões destinados em emendas nossas para a construção do Hospital do Câncer”, disse. “Só agora, quase seis anos depois da indicação da primeira emenda é que a obra teve sua ordem de serviço assinada”.

    O senador lamentou o descaso do governo sergipano com a saúde, e lembrou que várias pessoas morreram negligenciadas.

    “Nos últimos sete anos, milhares de sergipanos morreram pelo descaso, omissão e descompromisso do governo que lá está. Esperamos que esses passos iniciais, ainda que atrasados, possam agora ser mantidos na direção certa. Esperamos também que a população tenha um hospital propício ao combate de uma doença tão grave e que possa ter um tratamento digno, conforme garante a Constituição”, informou Eduardo.

    (da redação. Edição Genésio Araújo Jr.)