• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 25 de setembro de 2017 03:11:35
publicidade


Marcos Rosetti
  • 08/06/2016 20h33

    Dilma não volta +

    Será preciso esperarmos as eleições de 2018 para eleger um novo presidente, com o país em frangalhos e suas instituições arruinadas.

    Se a presidente afastada Dilma Rousseff conseguir os votos necessários no Senado para retomar seu mandato será um caos total.

    Será um retrocesso econômico e político e vai gerar insegurança para investidores e uma nova estagnação no país com novas demissões.

    Isso sem contar que seremos motivo de chacota internacional, o que vai afetar o respeito da nação no mundo inteiro.

    Assumindo, de cara Dilma trocará toda equipe ministerial. Ai só entrariam nomes de siglas aliadas, como PT, PDT, PC do B, Rede, Psol.

    Vai ser difícil achar gente competente para vencer a crise com esses quadros partidários.

    Sem contar que foram eles, os petistas, que levaram o país ao fundo do poço. A volta dos petistas ao poder será um desastre.

    Será preciso esperarmos as eleições de 2018 para eleger um novo presidente, com o país em frangalhos e suas instituições arruinadas.

    Citada em delações de três personagens centrais do lamaçal corruptivo brasileiro, Nestor Cerveró, Delcídio Amaral e Marcelo Odebrecht, Dilma não teria paz para governar.

    Se voltasse ao Planalto, a população iria para as ruas e seu governo continaria a ser bombardeado por novas denúncias.

    Neste momento só resta uma saída: apostar no governo Temer para sair da crise. Mesmo que vários dos seus ministros tenham rabo de palha.

    Hoje a situação é a seguinte: ou se aposta neste governo (Temer) para sair da crise ou a vaca vai pro brejo.

    Se Dilma voltar o retrocesso não será apenas econômico.