• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 25 de abril de 2017 23:05:01
Política de Brasília para Brasília
  • 28/03/2017 18h45

    Rollemberg faz mudanças no secretariado

    Para o governador, o que houve foi “a percepção de que algumas mudanças poderiam contribuir na qualidade dos serviços”. É essa a principal missão que ele atribuiu aos três secretários

    Rollemberg anuncia novos secretários(Foto: agencia brasília)

    Na tarde dessa segunda-feira, 27 de março, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, anunciou, em coletiva no Palácio do Buriti, mudanças no comando de três secretarias. As mudanças foram na Justiça e Cidadania, de Economia e Desenvolvimento Sustentável e da Segurança Pública e da Paz Social.

    Antônio Valdir Oliveira Filho deixará a Superintendência do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Distrito Federal (Sebrae-DF) e assumirá a pasta de Economia e Desenvolvimento Sustentável.

    O atual titular da secretaria, Arthur Bernardes, sairá para comandar a de Justiça e Cidadania, em substituição a Marcelo Lourenço Coelho de Lima. A da Segurança Pública e da Paz Social ficará a cargo do delegado federal Edval de Oliveira Novaes Júnior.

    Ex-subsecretário de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Novaes substituirá a secretária Márcia de Alencar. Ela assumirá o cargo de secretária adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, da pasta de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, na qual trabalhará em ações preventivas e na articulação com a sociedade civil.

    Rollemberg explicou que os primeiros dois anos foram de organização e que, agora, é um novo momento. “O governo tem de estar sempre se renovando para melhorar os serviços para a população”, disse ele. “Nesse momento, a questão política absolutamente não entrou em pauta”, assegurou.

    Para o governador, o que houve foi “a percepção de que algumas mudanças poderiam contribuir na qualidade dos serviços”. É essa a principal missão que ele atribuiu aos três secretários.

    Na Secretaria de Justiça e Cidadania, os esforços serão para dar mais agilidade ao atendimento nas unidades do Na Hora, segundo o governador. “Assim como o Arthur cumpriu a missão de agilizar a abertura de empresas, deverá fazer do Na Hora uma referência”, completou. Bernardes atuou, desde o início do governo, como secretário de Economia e Desenvolvimento Sustentável.

    O novo chefe da Segurança Pública deverá seguir o aprimoramento dos índices, como a redução no número de homicídios, por meio do Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida, além de proporcionar aos brasilienses maior sensação de segurança de fato.

    “O trabalho que vem sendo bem desenvolvido será reforçado, assim como toda a sinergia entre a Polícia Militar e a Polícia Civil para termos resultados cada vez melhores”, avaliou Novaes. Ele ainda se reunirá com os representantes das duas forças para delinear os próximos passos no comando da pasta.

    À frente da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável a partir da próxima semana, Antônio Valdir Oliveira Filho terá o objetivo de focar na tomada do desenvolvimento, na criação de empregos e em novos modelos para o setor produtivo local.

    “Ter pessoas saindo da zona de conforto para ajudar Brasília é uma demonstração clara do compromisso. Eles vão aprofundar nossos resultados no caminho certo”, afirmou Rollemberg.

    Veja o perfil dos novos secretários

    Antônio Valdir Oliveira Filho

    Bacharel em administração de empresas pela UniDF (Brasília-DF) e funcionário de carreira do Banco do Brasil, ele deixará o atual cargo de superintendente do Conselho Deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no DF (Sebrae-DF) para integrar o governo de Brasília.

    No Banco do Brasil, ele trabalhou na Unidade de Negócios com Governo. Também gerenciou a área responsável pela criação de emprego e renda (Assistência a Comunidades Urbanas e Rurais) e a montagem da rede de intermediação do projeto de apoio ao microcrédito.

    Em 2003, participou do grupo de trabalho que deu origem ao primeiro banco brasileiro especializado em microfinanças: o Banco Popular do Brasil. Foi gerente da área de Desenvolvimento de Produtos e Serviços de Microfinanças e de Microcrédito do Banco Popular do Brasil entre 2005 e 2006.

    Edval de Oliveira Novaes Júnior

    Ex-presidente da Associação Brasileira de Sebraes Estaduais (Abase), integrou em 2006 a equipe responsável pelo Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado, no Ministério do Trabalho e Emprego.

    Ex-subsecretário de Comando e Controle do Estado do Rio de Janeiro na gestão do então secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame, o delegado da Polícia Federal deixará o comando da pasta de Segurança da prefeitura de Duque de Caxias (RJ).

    No governo fluminense, Edval Novaes implantou o Centro Integrado de Comando e Controle da Secretaria de Segurança, órgão central nas ações de segurança, mobilidade urbana e defesa social no Rio para a Copa das Confederações, a Copa do Mundo de 2014, a Jornada Mundial da Juventude, com a visita do papa Francisco, e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

    Ainda, ele comandou a Subsecretaria de Inteligência (2007 a 2008). Formado em direito pela Universidade de Caxias do Sul, esteve na ativa como tenente do Exército Brasileiro por cinco anos — hoje está na reserva não remunerada.

    ( da redação com informações de assessoria)