• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 18 de outubro de 2017 08:56:33
publicidade


Humberto Azevedo
  • 08/06/2017 15h58

    Aliados de Temer já tem até data para aprovar reforma da Previdência

    Provável vitória de Michel Temer no TSE oferece fôlego para que tropa temerista já fale em vitória sobre possível pedido do STF ao Congresso para processar o presidente

    Será de Temer o pós-Temer ou será de (...) ?

    Os aliados do presidente Michel Temer estão confiantes com a provável vitória dele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) evitando a cassação da chapa que o reelegeu em 2014 e a consequente perda do mandato presidencial.

    Já afirmam ter até data para aprovar a reforma previdenciária em votação de 1º turno no plenário da Câmara dos Deputados. Segundo eles, essa "aprovação" aconteceria no próximo dia 26 de julho.

    Antes, entusiasmados pelo fôlego que Michel Temer consegue tirar de suas articulações nas rodas do poder, já fazem as contas para rejeitar o possível pedido que deverá ser realizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao Congresso Nacional para que àquela corte possa processar o presidente ungido após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

    Os temeristas estão confiantes ainda que passado o julgamento do TSE e a demonstração de força política barrando o premente pedido de autorização do STF por solicitação da Procuradoria Geral da República (PGR) para julgá-lo, a vida do governo Temer seguirá linda, leve e solta. Retomando a pauta de votações da agenda que agrada o mercado e causa espanto e calafrios nas camadas proletárias da sociedade brasileira.

    Acreditam que o poderio bélico das entidades advindas do Ministério Público, da Magistratura brasileira e dos delegados da Polícia Federal que fez o Brasil arder em chamas nos últimos anos não terá mais força. Veem o fim da Lava Jato. Acreditam também que a república que eles controlam estará controlada. Para utilizar um termo do crime organizado que trafica entorpecentes: dominado!

    Resta-nos saber se estão certos, ou não!